Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Professora com Síndrome de Down distinguida com ‘Prémio Educação’

Professora com Síndrome de Down distinguida com ‘Prémio Educação’

A distinção da professora brasileira Débora Seara é um marco na luta contra o preconceito

Pinterest Google+

A professora Débora Seabra é a primeira educadora com síndrome de Down a ser distinguida com o prémio de educação Darcy Ribeiro 2015.

 

A educadora, de 34 anos, tem Síndrome de Down e foi considerada um exemplo no desenvolvimento de ações educativas no Brasil.

 

Há mais de uma década que a professora Débora trabalha na Escola Doméstica, instituição de ensino particular, que fica em Natal – Rio Grande do Norte.

 

Da infância ao curso profissional, Débora Seara estudou em escolas regulares, o que a tornou uma defensora da inclusão de pessoas com Síndrome de Down nessas instituições de ensino. Essa luta por oportunidades semelhantes às que teve durante a sua formação fez com que a educadora se tornasse uma referência e fosse indicada para receber este prémio.

 

Para além de ser a primeira professora do Brasil com Síndrome de Down, Débora integra um grupo de teatro e lançou recentemente um livro chamado “Débora conta Histórias”, que reúne fábulas infantis com mensagens de apoio ao direito de ser diferente.

 

Esta educadora arranja ainda tempo para viajar por todo o Brasil e outros países, como Portugal e Argentina, para dar palestras sobre o combate ao preconceito.

 

Atualmente, o Brasil conta com cerca de 300 mil cidadãos com Síndrome de Down. No entanto, segundo a Federação Brasileira das Associações de Síndrome de Down, apenas 60 delas iniciam, anualmente, um curso profissional.

Artigo anterior

Porque é que usa bigode ou barba?

Próximo artigo

Alterações de humor podem significar perigo de demência