Home»VIDA»DIREITOS HUMANOS»Primeira Cimeira Europeia contra o Racismo decorre a 19 de março

Primeira Cimeira Europeia contra o Racismo decorre a 19 de março

No encontro, será apresentado o cenário que mapeia a situação do racismo e da discriminação racial na União Europeia. Com abertura de Ursula Von der Leyen, a cimeira contará com a participação de comissários europeus, ministros nacionais, deputados europeus, representantes da comunidade e várias outras partes interessadas.

Pinterest Google+
PUB

No dia 19 de março, tem lugar a Primeira Cimeira Europeia contra o Racismo, numa reunião a ter lugar na sede da Comissão Europeia, em Bruxelas, e online. A cimeira é coorganizada pela Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia e pelo Intergrupo ARDI do Parlamento Europeu.

 

A cimeira vai abrir com um discurso da presidente da Comissão Europeia, Ursula Von der Leyen, e irá explorar a transformação e implementação do Plano de Ação Europeu Contra o Racismo 2020-2025.

 

No encontro, será apresentado o cenário que mapeia a situação do racismo e da discriminação racial na UE, com base em pesquisas da FRA, a agência europeia para os direitos fundamentais.

 

Comissários da UE, ministros nacionais, deputados europeus, representantes da comunidade e várias outras partes interessadas vão reunir-se para enviar um forte sinal contra o racismo na altura em que se assinala o Dia Internacional contra a Discriminação Racial, a 21 de março.

 

«A discriminação com base na origem racial ou étnica1 é proibida na União Europeia. No entanto, essa discriminação persiste na nossa sociedade. Não basta ser contra o racismo. Temos que ser ativos contra isso. A luta contra o racismo requer um forte empenho conjunto a nível da UE e a nível nacional. É por isso que, em 2020, a Comissão Europeia adotou um ambicioso plano de ação antirracismo da UE que estabelece uma série de medidas para os próximos 5 anos», pode ler-se no site da cimeira.

 

Artigo anterior

Uma em cada cinco crianças no mundo não tem água suficiente para necessidades diárias

Próximo artigo

Amnistia Internacional denuncia separação radical entre pais e filhos uigures na China