Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Primeira biblioteca pública do Médio Oriente nasce em Arroios

Primeira biblioteca pública do Médio Oriente nasce em Arroios

A Biblioteca de São Lázaro, em Lisboa, acolhe um espólio dedicado aos grandes vultos da cultura do Médio Oriente e da cultura portuguesa, com livros escritos em árabe, persa, hebraico, turco e urdu.

Pinterest Google+
PUB

Na Biblioteca de São Lázaro, em Lisboa, está a ser criada a primeira Biblioteca Pública do Médio Oriente.

 

O projeto acolhido pela Junta de Freguesia de Arroios aglomera um espólio dedicado aos grandes vultos da cultura do Médio Oriente e da cultura portuguesa, com livros escritos nas línguas destes países – como o árabe, o persa, o hebraico, o turco e o urdu – assim como com traduções de autores portugueses para estas línguas.

 

«O objetivo desta iniciativa centra-se não apenas na importância de dar a conhecer a cultura destes países e as várias ligações com a cultura portuguesa, mas também na promoção da interculturalidade na cidade de Lisboa e, sobretudo, em Arroios – a freguesia mais multicultural da capital», informa esta instituição em comunicado.

 

VEJA TAMBÉM: PALMELA, UMA VILA HISTÓRICA COM VISTA INTERMINÁVEL

 

Tendo como espaço físico a mais antiga biblioteca municipal de Lisboa, a Biblioteca de São Lázaro, na rua do Saco (Intendente), este projeto tem como parceiro intermediário o Instituto Camões e tem vindo a contar com diversas doações, muitas delas de entidades representativas oficiais destes países, como a Embaixada dos Emirados Árabes Unidos em Portugal.

 

Não obstante, o espaço aceita também doações de instituições, universidades e particulares que queiram participar. De momento, estão já previstos novos acordos que prometem impulsionar o crescimento desta iniciativa para a freguesia, bem como para a cidade de Lisboa.

 

Artigo anterior

Hora do Planeta: no dia 27 de março desligue as luzes às 20h30

Próximo artigo

CE quer 25 % dos terrenos agrícolas consagrados à agricultura biológica até 2030