Home»BEM-ESTAR»SAÚDE»Previna-se contra o cancro

Previna-se contra o cancro

A realidade é esta: no mundo inteiro, milhões de pessoas vivem com o diagnóstico de cancro. Para a sua prevenção, a alimentação e a atividade física são dois fortes aliados a ter em conta. Siga as orientações da Liga Portuguesa Contra o Cancro.

Pinterest Google+

De uma forma simples, o cancro é a proliferação anormal das células, isto é, ao invés de as células crescerem, dividirem-se e formarem novas células (as envelhecidas morrem e são substituídas), as células novas são formadas sem que o organismo precise e as células velhas não morrem – é este conjunto de células extra que formam um tumor.

 

No entanto, nem todos os tumores correspondem a cancro e alguns podem ser benignos (não é cancro) ou malignos (cancro). A maioria dos cancros desenvolvem-se devido a alterações (mutações) nos genes e existem alguns fatores relacionados com o estilo de vida das pessoas ou com o ambiente que podem originar essas alterações em determinados tipos de células.

 

Segundo a Liga Portuguesa Contra o Cancro, atualmente não existem dúvidas de que o excesso de gordura corporal, consumir muitas calorias e não fazer exercício físico estão associados a um maior risco de desenvolver vários tipos de cancro, como por exemplo, do esófago, colo-rectal, mama, útero e rim. Posto isto, ser fisicamente ativo pode ajudar a reduzir o risco de cancro ao ajudar a controlar o peso.

Quanto à alimentação, é essencial que esta seja saudável, visto que 1/3 das mortes por cancro é atribuído a hábitos alimentares errados e à inatividade física. São considerados fatores de risco as gorduras saturadas:

  • Carnes vermelhas, enchidos;
  • Excessos de calorias e açúcares – obesidade;
  • Alimentos tostados;
  • Excesso de bebidas alcoólicas;
  • Sal em demasia.

Alguns alimentos ajudam a prevenir o cancro, ajudam a remover substâncias cancerígenas e podem inibir o crescimento de células malignas. É essencial que limite o consumo de gorduras saturadas e de alimentos ricos em açúcares e sal.

  • Prefira carnes brancas e o peixe. Os peixes gordos (sardinha, cavala, salmão) são fontes de ómega-3 que protegem contra o cancro.
  • Não coma alimentos pré confecionados pois contém muito sal e utilize ervas aromáticas e especiarias para temperar os seus pratos.
  • Não reutilize gorduras e prefira o azeite.
  • Aumente o consumo de fruta e de produtos hortícolas, de preferência os de cor verde escura (espinafres, couves, brócolos). As leguminosas também são essenciais, em especial, as de cor vermelha e roxa (tomate, beringela, beterraba).
  • Consuma cereais integrais devido ao alto teor em fibra e tenha especial atenção à preparação dos alimentos.
  • Não coma alimentos carbonizados e prefira cebola e alho para temperar.
  • Tenha moderação no consumo de bebidas alcoólicas e leia os rótulos dos alimentos.

A investigação constante nesta área é extremamente necessária para saber mais sobre as causas, a forma como se desenvolve e progride. Desta forma, podem ser estudados novos métodos de prevenção, de deteção e de tratamentos, tendo em conta a melhoria da qualidade de vida das pessoas com cancro durante e após o tratamento.

 

Artigo anterior

Portugueses, não se deixem engordar

Próximo artigo

Jared Leto cheira a Guilty da Gucci