Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Prémio Terre de Femmes procura projetos sustentáveis assinados por mulheres

Prémio Terre de Femmes procura projetos sustentáveis assinados por mulheres

Estão 18 mil euros em jogo e um relógio em contagem decrescente para encerramento do período de candidaturas a 30 de setembro. Para além do prémio atribuído em Portugal, a primeira classificada ficará também habilitada ao Grande Prémio Internacional da Fundação Yves Rocher.

Pinterest Google+

Estão abertas e em contagem descrescente as candidaturas para a 12.ª edição do Prémio Terre de Femmes, uma iniciativa promovida pela Fundação Yves Rocher que todos os anos distingue mulheres com projetos na área do ambiente e que, este ano, vai eleger três ideias já implementadas e doar 18 mil euros às grandes vencedoras. As candidaturas terminam a 30 de setembro, ainda com a possibilidade de ser selecionado para o prémio internacional.

 

“Acreditamos que num ano particularmente difícil como este que estamos a viver, o Prémio Terre de Femmes reveste-se de uma importância ainda maior pois mais mulheres poderão necessitar de apoio. A experiência dos últimos 11 anos revela-nos que para além do donativo monetário, que pode ser determinante para o arranque ou manutenção de projetos, a visibilidade que as premiadas adquirem tem proporcionado sem dúvida uma alavanca forte na sua afirmação”, refere Ana Ribeiro, diretora de marketing Yves Rocher Portugal.

 

Importante recordar que esta iniciativa visa apoiar e dar visibilidade a projetos de mulheres portuguesas na área do ambiente, que se destaquem na área social, na educação, na proteção ou na biodiversidade, com o compromisso de apresentar soluções sustentáveis, que contribuam uma pegada ecológica mais positiva.

 

VEJA TAMBÉM: HÁ UMA MARCA PORTUGUESA DE SAPATILHAS QUE DÁ ANANÁS AOS SEUS PÉS E… QUER MUDAR O MUNDO

 

Reconhecida recentemente como uma Fundação de Utilidade Pública, a Fundação Yves Rocher irá premiar projetos candidatos realizados através de uma Fundação, Associação ou ONG, ou ainda projetos desenvolvidos a título privado, desde que sejam projetos sem fins lucrativos. Este ano e devido à situação pandémica, a Fundação oferece a possibilidade de antigas laureadas se voltarem a candidatar. Serão três os prémios a serem atribuídos, sendo que 1º Prémio no valor de 10000€, o 2ª no valor de 5000€ e o 3º de 3000€.

 

As finalistas terão ainda a possibilidade de concorrer ao Grande Prémio Terre de Femmes internacional, ver o seu projeto ganhar visibilidade nos vários orgãos de comunicação social, pertencer a uma comunidade internacional de Mulheres vencedoras dos Prémios Terre de Femmes da Fundação Yves Rocher e recolher reconhecimento e fonte de energia possibilitadas pelo prémio.

 

Os interessados tem até 30 de Setembro para consultar o regulamento e ficha de candidatura em www.yves-rocher.pt e enviar a candidatura para o endereço de correio eletrónico terredefemmes.portugal@yrnet.com

 

Recorde o projeto vencedor da edição 2020:

Helena Antónia foi a vencedora do Terre de Femmes 2020 com o seu projeto “Vintage for a Cause”, uma marca de economia circular que produz peças de roupa de design exclusivo com recurso a desperdícios têxteis e roupa usada. Para além disso, no processo de confeção a Helena integra costureiras séniores, fora da vida ativa.

 


Artigo anterior

A importância dos probióticos em tempos de pandemia

Próximo artigo

Descubra como o eneagrama das personalidades lhe pode ser útil