Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Prémio Maria José Nogueira Pinto distingue projetos inovadores de responsabilidade social

Prémio Maria José Nogueira Pinto distingue projetos inovadores de responsabilidade social

O vencedor recebe 10.000€ e a cada uma das menções honrosas recebe um prémio pecuniário de 1.000€. O objetivo do prémio é apoiar e incentivar as instituições a continuarem o seu trabalho.

Pinterest Google+
PUB

As candidaturas à 8ª edição do Prémio Maria José Nogueira Pinto já se encontram disponíveis no website oficial do prémio e decorrem até ao dia 15 de julho. Esta é uma iniciativa de responsabilidade corporativa da MSD Portugal que visa reconhecer projetos inovadores das entidades que integram a economia social na área da responsabilidade social, em Portugal.

 

Ao vencedor do Prémio Maria José Nogueira Pinto é atribuído, anualmente, um valor de 10.000€ e a cada uma das menções honrosas um prémio pecuniário de 1.000€, com o propósito de apoiar e incentivar as instituições a continuar o seu trabalho, reconhecendo o seu impacto na comunidade e a sua natureza inovadora.

 

VEJA TAMBÉM: ALFABETIZAÇÃO COM O CORAÇÃO: CONHEÇA O PROJETO DE EDUCAÇÃO DE ADULTOS LETRAS PRÁ VIDA

 

Nos últimos sete anos, foram apresentadas mais de 660 candidaturas e distinguidos 30 projetos em diversas áreas de intervenção social em território nacional. O vencedor da 7.ª Edição foi o Projeto de Apoio Domiciliário à Demência (PADD), da Santa Casa da Misericórdia de Mogadouro. Este projeto tem como objetivo o diagnóstico, acompanhamento e monitorização dos vários casos de demência sinalizados na região, recorrendo a dispositivos de geolocalização para adiar a institucionalização dos doentes.

 

O Júri do Prémio é presidido por Maria de Belém Roseira e constituído por mais seis elementos de reconhecido mérito, idoneidade e reputação: Anacoreta Correia, Clara Carneiro, Isabel Saraiva, Monsenhor Vítor Feytor Pinto, Jaime Nogueira Pinto e Pedro Marques, em representação da MSD Portugal.

 

VEJA TAMBÉM: COVID-19 EM PORTUGAL: 80 A 85% DOS INFETADOS COM SINTOMATOLOGIA LIGEIRA A MODERADA

 

Em 2019, o Projeto de Apoio Domiciliário à Demência (PADD) da Santa Casa da Misericórdia de Mogadouro foi o grande vencedor deste prémio. Tendo como objetivo o diagnóstico, acompanhamento e monitorização dos vários casos de demência sinalizados na região para adiar a institucionalização dos doentes, o projeto foi distinguido pelo júri do Prémio como sendo a iniciativa, que, na 7â edição do prémio, melhor correspondeu ao conceito de “socialmente responsável na comunidade onde nos inserimos”, defendido por Maria José Nogueira Pinto.

 

Para conhecer os restantes vencedores, consultar o regulamento do prémio e a ficha de candidatura, visite o site.

 

 

Artigo anterior

Já ouviu falar no carvão vegetal ativado?

Próximo artigo

Covid-19: Estudo conclui que a terapia com plasma é segura com melhoria em 76% dos pacientes