Home»ATUALIDADE»EDITORIAL»Precisamos de um detox digital

Precisamos de um detox digital

Pinterest Google+
PUB

Tentou afastar-se. A sério que tentou… mas não conseguiu! Os alertas constantes de emails, sms e mensagens de redes sociais são difíceis de resistir. E, quando dá por isso, lá está novamente a navegar no seu smartphone. Conhece esta realidade? Talvez esteja a precisar de um detox digital.

 

Já passou tempo suficiente desde a proliferação dos smartphones para aparecerem estudos a alertar para os malefícios físicos e psicológicos do uso excessivo destes aparelhos. Físicos, porque estamos sempre com uma curvatura acentuada no pescoço, psicológicos porque estão a provocar-nos uma nova condição de stress que até já tem nome: nomofobia. Pois é, é a angústia de ficar sem poder comunicar através de dispositivos eletrónicos.

 

E lá está novamente a verificar o status de cinco em cinco minutos. Será que está viciado? Certamente dirá que não.

 

A linha entre o uso excessivo e a dependência é muito curta. Para David Greenfield, fundador do Centro de Vício pela Internet e Tecnologia, nos Estados Unidos, um indivíduo começa a entrar no território dos viciados quando não para de usar o seu telemóvel, mesmo quando isso lhe prejudica alguma situação quotidiana como, por exemplo, numa reunião de trabalho ou ao volante. «A perda do controlo é a confirmação de um vício». Provavelmente faz isto, mas não aceita o termo viciado. Pois, os alcoólicos e os toxicodependentes também dizem que não, salvo as devidas diferenças…

 

Felizmente que existe sempre um contrapeso para cada realidade. E já começam a surgir alertas, programas, teorias e projetos que promovem a utilização mais regrada dos smartphones, para nosso bem. Recentemente, foi lançado no Algarve a Offline House. Aqui, o telemóvel não entra. É um projeto que achamos de muito mérito e ao qual desejamos os maiores sucessos.  Queremos ver mais projetos destes a promoverem o bem-estar, convívio interpessoal PRESENCIAL, e o desfrute de atividades prazerosas e longe da Internet.

 

Enquanto pensa e não pensa nisto, espreita as nossas Dicas para conseguir afastar-se do seu smartphone. Esperemos que ajude.

 

Artigo anterior

Copie o estilo das estrelas a preços low cost

Próximo artigo

Um corpo sem dor e cheio de vitalidade