Home»VIDA»CASA & FAMÍLIA»Portugueses preferem pintar a casa a colocar papel de parede

Portugueses preferem pintar a casa a colocar papel de parede

Como andaram os portugueses a melhorar as suas casas em 2017? As remodelações e as pinturas estão entre as tendências mais procuradas, cujas médias praticadas pelos profissionais rondam os 1.276€ e 142€, respetivamente.

Pinterest Google+

Os portugueses preferem cinco vezes mais pintar as paredes de casa a colocar papel de parede, segundo dados recolhidos pela plataforma de serviços locais, Zaask, no decorrer do primeiro semestre de 2017. E 52% deu preferência a pintar a sala ou o quarto neste período.

 

Os dados recolhidos sobre a procura por serviços de remodelação, pintura e decoração descobriu também quais os projetos mais comuns que os portugueses fizeram durante esse período, assim como os orçamentos médios que estão a ser praticados pelos profissionais dessas áreas.

 

Veja também: Regresso às aulas, quarto novo

 

Enquanto pintura e remodelação são as áreas mais requisitadas, muitos são os portugueses que também investiram em serviços mais práticos, como colocação de pavimentos e papel de parede. Aliás, no que toca ao chão, 60% dos portugueses prefere usar pavimento flutuante, sendo a segunda escolha mais comum a instalação de pavimentos de madeira, correspondente a 23%.

 

Na categoria de remodelações, 45% da amostra fez uma remodelação total à sua casa, tendo o orçamento médio praticado pelos profissionais desta área rondado os 5.257€. Ainda dentro das remodelações, a casa de banho foi a segunda divisão mais remodelada pelos portugueses, representando 33% dos trabalhos feitos na área e com um orçamento médio de 637€, e 10% foram de remodelações de cozinha, que custaram em média 845€ aos portugueses.

 

Veja também: Cinco razões para colocar papel de parede e vários exemplos

 

No que toca à pintura, dos milhares de clientes que procuraram este serviço, 28% pintou a sala de estar, pagando uma média de 200€, 24% pintaram o quarto, que custou 180€, e 16% a cozinha, cujo orçamento médio apresentado foram 116€. Por outro lado, a colocação de papel numa parede custou em média 34€, enquanto duas paredes custaram em média 41€.

 

Em termos de decoração, mais de metade dos portugueses decorou apenas uma ou duas divisões da habitação, enquanto 38% resolveu decorar a casa inteira.

 

Artigo anterior

Vikings acampam a partir de amanhã em Lisboa

Próximo artigo

Queixas comuns que podem ser curadas com sexo