Home»FOTOS»Portugueses ocupam 2º lugar no ranking europeu das preocupações com o oceano

Portugueses ocupam 2º lugar no ranking europeu das preocupações com o oceano

As milhares de respostas obtidas até à data, a um questionário da Surfrider Foundation Europe, visam colocar as prioridades e preocupações com os oceanos na agenda política da União Europeia. Estes resultados servirão de base para a argumentação apresentada aos candidatos europeus às eleições parlamentares de 2019.

Pinterest Google+

No âmbito da consulta pública “Voice for the Ocean”, a Surfrider Foundation Europe, organização mundial sem fins lucrativos dedicada à proteção e valorização de lagos, rios, oceanos, ondas e do litoral, conseguiu já reunir cerca de 4.500 respostas à consulta pública. De toda a Europa, Portugal foi o segundo a obter mais respostas, revelando a preocupação dos portugueses com o ambiente.

 

A campanha que teve início em junho deste ano, com questões relacionadas com o oceano identificadas como prioritárias para a agenda política dos futuros deputados europeus eleitos nas próximas eleições parlamentares de 2019, pretende alertar os políticos para que tenham estes resultados em consideração e integrem ações no seu programa de campanha.

 

VEJA TAMBÉM: FORMAS DE AJUDAR (SEMPRE) O AMBIENTE

 

 

As questões ambientais tornam-se prementes na vida dos portugueses. Desde a manifestação do passado sábado sobre a prospeção de petróleo na costa portuguesa, às últimas declarações prestadas pelo Ministro do Ambiente na conferência do clima COP24 que decorreu na Polónia em que sublinhou a dificuldade no consenso sobre financiamentos, urge a tomada de medidas de proteção e valorização do ambiente.

 

«Temos consciência da importância das questões ambientais e dos vários assuntos que se têm levantado acerca do tema. O próximo ano será crucial para os mares da Europa, uma vez que se esperam várias mudanças ao nível das políticas da UE e a nível internacional, com a eleição e nomeação do novo Parlamento Europeu», comenta Antidia Citores, chefe do Departamento de Lobbies e Campanhas da Surfrider Foundation Europe.

 

VEJA TAMBÉM: O PAPEL DO AMBIENTE NO NOSSO BEM-ESTAR

 

questionário online que pretende dar voz aos oceanos estará disponível para preenchimento até meados de janeiro, tendo sido alargado o prazo inicialmente previsto. A organização pretende obter as 5.000 respostas de forma a captar a atenção dos futuros líderes parlamentares. Os resultados serão processados ​​por profissionais, de modo a identificar as principais prioridades apontadas pelos cidadãos e a identificar as medidas que receberam o maior apoio dos cidadãos.

 

 

Estes resultados, analisados ​​na íntegra, servirão de base para a argumentação apresentada pela Surfrider Foundation Europe aos candidatos europeus. Todos os dados obtidos serão mantidos em sigilo pela Surfrider, não sendo em nenhuma circunstância transmitidos a terceiros.

 

 

VEJA TAMBÉM:  PORTUGAL RECEBE 6,4 MILHÕES DE EUROS PARA PROJETOS NA ÁREA DO AMBIENTE

 

A Surfrider Foundation Europe é uma organização ambiental sem fins lucrativos, criada em 1990 em França (Biarritz). Durante a sua existência, adquiriu experiência nas áreas de investigação e ação local, bem como na criação e distribuição de ferramentas educativas. Hoje tornou-se numa rede de 700 voluntários, 10.500 membros e 120.000 apoiantes em aproximadamente quarenta capítulos locais, que estão ativos em nove países europeus. Saiba mais: www.surfrider.eu

 

Desde a década de 1990, a poluição hídrica piorou em quase todos os rios e, consequentemente, nos mares. Estima-se que a deterioração da qualidade da água aumente ainda mais nas próximas décadas, e como tal também as ameaças à saúde humana, ao meio ambiente e ao desenvolvimento sustentável. Na galeria acima, conheça alguns factos, divulgados pela ONU, sobre os oceanos e o que representam para a vida na Terra.

 

 

Artigo anterior

Não bebo água. E agora?

Próximo artigo

Escapadinha pela Europa? Chegue a sete réveillons por menos de 150€