Home»GLAMOUR»MODA»Portugueses Marques’Almeida ganham prémio de moda britânico

Portugueses Marques’Almeida ganham prémio de moda britânico

Depois do convite para criarem para a gigante Topshop, de verem Rihanna e Beyoncé vestirem as suas criações, a jovem dupla portuguesa volta a dar nas vistas na moda internacional, ao arrebatar o prémio de Talento Emergente nos British Fashion Awards.

Pinterest Google+
PUB

A dupla portuguesa Marques’Almeida recebeu ontem o prémio da categoria de Talento Emergente – Moda feminina dos British Fashion Awards, os prémios britânicos da moda.

Os Marques’Almeida, nomeados pelo segundo ano consecutivo pelo British Fashion Council, disputaram o prémio este ano com os ‘designers’ 1205 e Thomas Tait, tendo no ano passado perdido para a estilista irlandesa Simone Rocha.

Composta por Marta Marques e Paulo Almeida, a dupla de ‘designers’ participa desde 2010 na Semana da Moda de Londres, cidade onde se instalaram em 2009. No Reino Unido, Marta Marques estagiou nos ateliês de Vivienne Westwood/Anglomania e Paulo Almeida com Preen, mas em Portugal tinham trabalhado com Alexandra Moura e com Luis Buchinho, respetivamente.

Têm uma marca própria desde 2011, vendida atualmente nos EUA, Japão, Austrália, Reino Unido, Itália, Suécia, Rússia, China e Cazaquistão. Este ano, destacaram-se pelo convite para criarem uma coleção para a rede de lojas internacional Topshop.

A dupla, que tem a ganga como material de eleição e os anos 1990, particularmente o movimento ‘grunge’, como inspiração base, assume-se influenciada pelo estilista Helmut Lang, que disse: “a moda tem a ver com atitude e não bainhas”.

As peças que os dois ‘designers’ criam aparecem frequentemente em revistas e blogues de moda internacionais. Entre as personalidades que recentemente usaram as suas roupas em público contam-se as cantoras Rihanna, Beyoncé, Rita Ora e FKA twigs.

$$photo-gallery$$Artigo do parceiro:

Mood

Artigo anterior

Isabel Figueira: “Ser mãe é o papel da vida que mais gosto de fazer”

Próximo artigo

Mulheres continuam a encontrar mais obstáculos à progressão na carreira