Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Portugal tem o dobro da mortalidade por pneumonia da média europeia

Portugal tem o dobro da mortalidade por pneumonia da média europeia

A doença mata em média 23 pessoas por dia, afeta mais homens (53%) do que mulheres (47%) e exige uma duração de internamento em média de 10 dias. A pneumonia custa ainda ao Estado 80 milhões de euros por ano.

Pinterest Google+

O número de mortes por pneumonia em Portugal é o dobro da verificada na União Europeia, sendo que 79% dos internamentos são de doentes com mais de 79 anos.

 

Estes são alguns dados revelados no XXXII Congresso de Pneumologia que terminou no passado sábado no Centro de Congressos Epic Sana, no Algarve.

 

Veja também: Guia de sobrevivência a constipações e gripes

 

Os custos económicos desta doença voltaram a ser evidenciados. O pneumologista Filipe Froes, do Hospital de Pulido Valente e consultor de pneumologia da Direção-Geral da Saúde, fez as contas e relembrou os custos económicos que os internamentos por doença pneumocócica acarretam para o Sistema Nacional de Saúde (SNS), o que corresponde a  1% do orçamento para a saúde em 2016.

 

Os dados são de um estudo que decorreu entre 2000 e 2009, que analisou os internamentos nas instituições do SNS e revelam que os custos diretos por internamento hospitalar rondam os 2.706€ por doente, o que significa uma despesa total de cerca de 220 mil euros/dia e 80 milhões de euros/ano.

 

Veja também: Constipação, gripe ou alergia?

 

Como refere Filipe Froes «a pneumonia é uma doença muito democrática. Afeta pessoas de ambos os géneros, de todas as idades, de todas as classes sociais e de todos os graus e escolaridade».  Considerada a doença respiratória com maior impacto na mortalidade, a nível nacional «ninguém está imune à pneumonia, cada um de nós pode ser um dos nomes e representar mais um dos números da pneumonia».

 

Para o especialista, a prevenção passa por um maior foco nos números relativos ao impacto da cessação tabágica, da vacinação antigripal e antipneumocócica e do controlo das doenças crónicas. «Se a pneumonia está associada a todos os nomes e a todos os números, podemos, com as ferramentas de que atualmente dispomos, escolher os melhores nomes e os melhores números», acrescenta.

Artigo anterior

Quistos do ovário – parte 2

Próximo artigo

Pink revela nova gravidez