Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Portugal: 38% dos homens refere ter problemas sexuais

Portugal: 38% dos homens refere ter problemas sexuais

Inquérito junto mais de 500 homens revela que a falta de ereção, a ejaculação precoce e a ejaculação retardada ou anorgasmia são os principais problemas sexuais. O estudo mostra também que as disfunções sexuais são causa de tensão entre o casal.

Pinterest Google+

Um inquérito revela que 38% dos portugueses acredita ter algum tipo de disfunção sexual, sendo a falta de ereção e a ejaculação precoce e retardada os problemas mais mencionados. O estudo realizado pela Flame Love Shop aponta ainda para a existência de tensões entre o casal quando algo começa a correr mal na hora da intimidade.

 

Enquanto as mulheres lideram a compra de lingerie e brinquedos eróticos para apimentar as relações e quebrar com rotinas, os homens são os campeões quando se trata da procura de produtos para minorar os efeitos de problemas que afetam o desempenho sexual.

 

VEJA TAMBÉM: OS 12 DIFERENTES TIPOS DE ORGASMO QUE UMA MULHER PODE TER

 

Segundo Irina Rodrigues, especialista em sexologia educacional e diretora da Flame Love Shop, «temos vindo a registar um aumento considerável e constante de homens que vêm à procura de soluções para determinados problemas sexuais. Para compreender melhor este fenómeno, decidimos promover um inquérito entre os nossos clientes».

 

A este inquérito, realizado nas lojas da marca, responderam mais de 500 homens, de várias idades, entre os 25 e os 75 anos, dos quais 38% acredita sofrer de algum tipo de disfunção sexual. Entre os problemas mais mencionados estão a falta de ereção (40%), a ejaculação precoce (20%) e a ejaculação retardada ou anorgasmia (15%).

 

Quando questionados sobre o impacto destes problemas no relacionamento, cerca de 43% dos homens revela que as companheiras são compreensivas quando algo falha na intimidade, mas 30% aponta-os como causa de tensão entre o casal.

 

VEJA TAMBÉM: DESCUBRA 20 FANTASIAS MASCULINAS

 

 

Estes resultados explicam a procura crescente de determinados produtos naturais, sobretudo à base de plantas como o ginseng ou o pau de cabinda, entre outras, com diferentes efeitos. Entre os mais vendidos estão os suplementos para melhoria do desempenho e redução da fadiga sexual, manutenção e prolongamento da ereção, e controlo e retardamento da ejaculação.

 

Apesar de existir uma vasta gama de soluções naturais no mercado, «consideramos essencial que os homens procurem aconselhamento médico. Só assim é possível conhecer, com exatidão, o problema em causa e as soluções mais indicadas para cada caso», conclui Irina Rodrigues.

Artigo anterior

Terra Botanica, o primeiro parque temático da Europa dedicado ao mundo das plantas

Próximo artigo

Como manter a chama acesa à distância