Home»GLAMOUR»MODA»Portojoia: 30 anos a celebrar a joalharia portuguesa

Portojoia: 30 anos a celebrar a joalharia portuguesa

A 30ª edição da Portojoia – Feira Internacional de Joalharia, Ourivesaria e Relojoaria junta na Exponor técnicas tradicionais, marcas internacionais e o talento de novos criadores. Um evento que terá como mote “Roots and Wings”.

Pinterest Google+

A celebrar 30 anos, a Portojoia regressa à Exponor com uma edição dedicada ao passado e ao futuro da joalharia portuguesa. A decorrer de 26 a 29 de setembro, esta que é a principal montra ibérica de joalharia, ourivesaria e relojoaria, homenageia as raízes do setor e faz a ponte entre a tradição da arte e a visão global do design. Entre os cerca de 150 expositores presentes, serão destacadas algumas das técnicas tradicionais da joalharia portuguesa e outras inspirações interculturais que se projetam globalmente.

 

A tradição constrói a cultura de valor associada à joalharia portuguesa e o mundo é a sua nova morada. “Roots and Wings” é o mote desta 30ª edição que marca um olhar mais atento para as técnicas tradicionais que diferenciam o setor e as novas tendências que dão aso a uma visão mais global e inovadora. É nesta dicotomia equilibrada que, em simultâneo, se valorizam as técnicas mais ancestrais e se destacam peças versáteis marcadas pela globalização e interculturalidade. A herança de uma tradição que se vai adaptando aos novos conceitos de consumo, sem nunca perder a sua essência.

 

VEJA TAMBÉM: DIAMANTES: PORQUE SÃO AS PEDRAS MAIS VALIOSAS DO MUNDO?

 

Segundo Carla Maia, diretora de Marketing da Exponor Exhibitions, «queremos que esta edição se diferencie de todas as outras. Não só porque comemoramos 30 anos, mas porque sentimos que o setor da joalharia portuguesa se encontra numa dinâmica de constante evolução e adaptação que merece e deve ser divulgada. Com o mote escolhido, pretendemos valorizar as marcas tradicionais ao mesmo tempo que damos visibilidade às gerações de designers mais recentes».

 

Este certame contará ainda com o “Trend Spot” – um espaço onde estarão em exposição as joias que melhor respondem a quatro tendências: Roots & Wings, Mentes Viajantes, Soft Power – o intelectual rebelde e Espiritualidade – e o “Art & Jewels” – uma iniciativa que a Portojoia lançou na edição passada e que tem como objetivo promover parcerias entre a joalharia e outros setores criativos como a moda, decoração, ilustração e cerâmica.

 

VEJA TAMBÉM:  AS JOIAS CERTAS PARA O SEU SIGNO

 

No dia de abertura, às 15h00, decorrerá a conferência “Comércio ético e responsável em diamantes, pedras de cor, pérolas e corais – o que fazer e o que evitar”, por Rui Galopim, da CIBJO – The World Jewellery Confederation. Às 16h30, André Costa, da Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa abordará a “Documentação internacional – exportação temporária e definitiva”. Já no dia 27 de setembro, a Marta e a Luísa, da Mel Jewel, discutem o “Online vs offline – o backstage de uma marca digital”. No dia 28, Jorge Sequeira convida a “Dar ao pedal” num team building de formação e gestão comportamental. Será ainda atribuído o “Prémio Best Of 2019”, que reconhece o talento e criatividade do setor.

 

A edição anterior reuniu mais de 10.000 visitantes e 165 expositores, entre eles 25 marcas internacionais e 35 jovens designers. Mais informação sobre a Portojoia em: http://portojoia.exponor.pt/pt/

 

 

Artigo anterior

Antes de sair... prepare a sua casa para as férias

Próximo artigo

Vai a um casamento e não quer estragar a dieta? Reveja estes truques