Home»VIDA»CASA & FAMÍLIA»Editoras dão acesso gratuito a aulas virtuais

Editoras dão acesso gratuito a aulas virtuais

Medida excecional visa ajudar alunos e professores a manterem ligação durante o período de pausa letiva forçada devido à Covid-19.

Pinterest Google+

Tanto a Porto Editora como o Grupo Leya acabam de anunciar que abriram as suas aulas digitais a professores e alunos de todo o país, como medida excecional para manter a ligação entre professores e alunos neste período de pausa forçada devido à pandemia do novo coronavírus.

 

Porto Editora

A Porto Editora decidiu dar acesso gratuito a todos os alunos dos ensinos básico e secundário à sua plataforma de e-learning Escola Virtual, como forma de diminuir o impacto negativo que a pausa letiva forçada, mas necessária, possa ter nas aprendizagens nesta fase do ano letivo. Esta medida excecional vigorará durante esta pausa letiva e permitirá o acesso aos conteúdos educativos digitais do 1.º ao 12.º ano de escolaridade. Os professores – que também têm acesso gratuito – poderão organizar aulas, propor exercícios para consolidação e revisão de matérias e partilhar os conteúdos com os seus alunos por simples email.

 

Para ter acesso gratuito à Escola Virtual, os alunos ou os encarregados de educação só têm de proceder a um registo simples, em que apenas é necessário identificar o estabelecimento de ensino e o ano de escolaridade, disponibilizando-se de imediato os conteúdos da plataforma e as versões digitais dos manuais escolares adotados no respetivo estabelecimento de ensino para esse ano de escolaridade.

 

VEJA TAMBÉM: VÍDEO: COMO FAZER GEL DESINFETANTE EM CASA

 

Paralelamente, os professores podem criar na plataforma as suas turmas, agilizando o processo de partilha de conteúdos existentes na Escola Virtual ou mesmo conteúdos personalizados, com a possibilidade de monitorizarem todo o trabalho dos seus alunos através de tarefas.

 

A equipa pedagógica da Escola Virtual acompanhará este processo e dará todo o apoio necessário, tendo já disponíveis vídeos sobre as principais funcionalidades da plataforma, estando também a selecionar conteúdos curriculares que serão pertinentes em contexto, tais como Replicação de um vírus ou Higiene e prevenção de doenças infeciosas.

 

VEJA TAMBÉM: MAIORIA DOS PORTUGUESES ADMITE MUDAR DE HÁBITOS DEVIDO AO COVID-19

 

Grupo Leya

O Grupo LeYa também anuncia que disponibiliza conteúdos digitais gratuitos a todos os professores e alunos. Com a consciência de que se chegou a um patamar preocupante de disseminação do COVID-19, e tendo em conta que os alunos estão, como prevenção, fora da escola, a LeYa comunicou ontem a professores e escolas a sua decisão de abrir o Banco Aula Digital gratuitamente a todos os professores e alunos, de forma a permitir que o ensino à distância seja facilitado.

 

Independentemente de serem adotantes de manuais do grupo LeYa, a partir de hoje, todos os professores têm acesso ao Banco de Recursos de todos os anos e disciplinas disponíveis na Aula Digital. É agora possível atribuir tarefas, testes e quizes ou enviar recursos aos alunos, para que estes possam dar continuidade, rever e/ou consolidar os conhecimentos.

 

VEJA TAMBÉM: COVID-19 IMPULSIONA AO REFORÇO DAS MEDIDAS DE SEGURANÇA NO TELETRABALHO

 

O acesso ao Banco de Recursos pode ser feito mediante “login” na plataforma Aula Digital (www.auladigital.leya.com) onde a área Banco de Recursos já estará disponível. A partilha de recursos com os alunos será feita através do módulo “As minhas salas”, sendo apenas necessário que o professor crie a sua “sala” para poder iniciar a partilha.

 

Os alunos devem ativar o código da sala que o professor lhes disponibiliza podendo, assim, comunicar, ver vídeos, animações, sínteses ou mesmo realizar testes interativos. Para os alunos terem acesso ao recursos partilhados pelo professor devem entrar na plataforma www.auladigital.leya.com e registar-se como Aluno. Na opção “Oferta escolar” devem preencher os campos e ativar (para os alunos do Ensino Privado e das Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira este passo não é necessário). De seguida, os alunos devem selecionar a área “As minhas Salas” e aceder às salas partilhadas pelos professores e aos respetivos conteúdos.

 

 

 

Artigo anterior

Linha de apoio veterinário estendida a todo o país

Próximo artigo

Como manter a chama acesa à distância