Home»FOTOS»POLPA, a moda portuguesa que nasce dos antigos teares manuais

POLPA, a moda portuguesa que nasce dos antigos teares manuais

A POLPA é um novo projeto português onde todos os artigos são feitos a partir de tecelagens feitas em teares manuais. Esta marca, que é 100% portuguesa e tradicional, é da autoria de Catarina Moura, Mariana Vilhena Roque e Carolina Roque. Assume-se como projeto slow fashion e nós quisemos saber mais.

Pinterest Google+

A POLPA é um projeto que através da moda pretende apresentar a ‘alma portuguesa’ e dar às mulheres a oportunidade de se expressarem através daquilo que usam. Este projeto, que apresenta artigos cheios de substância, textura e cor, começou com Catarina Moura, que aprendeu a fazer croché com a sua avó e depois de ter encontrado um velho tear manual de pregos na adega da sua casa começou a usar os desperdícios que tinha para fazer peças de artesanato, que começaram a ser vendidas na internet.

 

«Este projeto nasceu pelas mãos da Catarina que montou o ateliê e começou a produzir peças de artesanato com os desperdícios lá de casa até eu e a Mariana, que nos apaixonamos pelas peças e pelo trabalho detalhado que envolve cada criação, nos juntarmos e decidirmos criar a POLPA», explica Carolina Roque sobre como este projeto, que transforma sonhos em autênticas peças de arte, nasceu. Veja algumas peças na galeria acima.

 

VEJA TAMBÉM: ZOURI, AS SANDÁLIAS PORTUGUESAS FEITAS DE LIXO PLÁSTICO

 

«Somos uma marca artesanal de acessórios de moda e decoração, criada por três primas com a paixão pela moda em comum. O projeto nasceu pelas mãos da Catarina que sempre se interessou pela actividade de modista da avó tendo aprendido consigo todas as técnicas ancestrais a que recorremos na criação das nossas peças», conta Carolina Roque sobre a POLPA, uma marca 100% portuguesa que aprende com os ensinamentos dos mais experientes e apresenta-os a um mundo totalmente globalizado.

 

Todos os artigos da POLPA, que tem um ateliê em Guimarães, são feitos a partir da ancestral e algo ‘perdida’ arte da tecelagem. Este é um projecto slow-fashion que aposta em roupa que dure e apresenta um modelo de consumo mais ético e responsável, tanto para o ambiente como para a sua carteira.

 

VEJA TAMBÉM: CALÇADO NACIONAL: DO MAIS SEXY DA EUROPA À CONQUISTA DO MUNDO

 

«Um projeto slow-fashion é aquele que abraça o custo justo das coisas e aceita os tempos e os processos adequados desde a recolha e tratamento das matérias-primas até à durabilidade do produto nas mãos do cliente. É aquele que respeita não só os produtores dos materiais e toda a equipa no ateliê, como também honra o nosso planeta e as exigências do nosso cliente», explica Catarina sobre o que é um projeto desta dimensão.

 

Dar a conhecer um lado da moda mais consciente e amigo do ambiente é um dos objetivos da POLPA, marca portuguesa 100% tradicional, onde todos os artigos, que são feitos à mão (e demoram várias horas para serem criados), apresentam uma grande criatividade, detalhe e um elevado nível de perfeição.

Artigo anterior

Tem dúvidas? Conheça melhor a dieta e filosofia veganas

Próximo artigo

Homens também sofrem de depressão pós-parto