Home»BEM-ESTAR»COMPORTAMENTO»Poder pessoal

Poder pessoal

Pinterest Google+

Olá! Antes de mais, gostaria de desejar a todos os leitores um Feliz Ano Novo!

 

Recentemente escrevi sobre Causa e Efeito e nesses dois artigos procurei falar sobre as diferenças reais que ocorrem nas nossas vidas quando perante um qualquer problema decidimos nos colocar do lado da Causa ou do lado do Efeito.

 
Em jeito de revisão, e para quem não leu os artigos referidos, estamos em Efeito perante uma qualquer situação quando escolhemos culpar ou responsabilizar os outros e apenas os outros do que nos ocorreu, ao mesmo tempo que declinamos qualquer responsabilidade pelo sucedido.

 
Alguns dos exemplos de situações em que estamos em Efeito que dei na altura foram:
– “Estou triste porque o meu marido gritou comigo”
– “Não consigo abrir o meu negócio porque estamos em crise”
– “Sei que não vou ser promovido porque o meu chefe não gosta de mim”
– “O país está no estado em que está por causa do governo”
 

Também na altura referi que, não havendo propriamente algo de errado em assumirmos esta postura, também não há grandes benefícios pois a tendência é ficarmos parados, vítimas destas ações e nada fazermos para mudar a situação.
 

O oposto tende a acontecer quando decidimos estar do lado da Causa. Estamos em Causa quando decidimos assumir responsabilidade pelo nosso estado. E como é que o fazemos? Uma boa maneira, é começar por fazer a nós próprios a pergunta: “Como é que eu contribuí para esta situação? Qual a minha responsabilidade? De seguida podemos fazer um exercício interessante e que consiste em “desmontar” a palavra responsabilidade. Se a dividíssemos em dois, ficaríamos com “responder” e “habilidade”, ou seja, teríamos a capacidade de dar resposta à situação.

 

As pessoas que preferem ficar em Efeito tendem a ter milhões de razões sobre os motivos porque se encontram naquela situação. Mas é só isso que têm: razões. Infelizmente, razões raramente produzem os resultados desejados…

Artigo anterior

Tendências alimentares de 2016

Próximo artigo

Casais que trabalham juntos: prós e contras