Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Playboy vai deixar de ter nus integrais

Playboy vai deixar de ter nus integrais

A publicação vai redesenhar a estratégia para a tornar mais elegante e tentar reverter a queda nas vendas

Pinterest Google+
PUB

Em resposta à queda das vendas da revista masculina mais famosa do mundo, a Playboy decidiu-se por uma estratégia arrojada: vai acabar com aquilo que precisamente a tornou conhecida, os nus integrais de mulheres.

 

A notícia é avançada pelo jornal “The New York Times”, que revela que a estratégia foi proposta por

Cory Jones, editor da Playboy, e já teve a aprovação do seu fundador, Hugh Hefner, atualmente com 89 anos mas ainda o editor-chefe.

 

O novo formato será lançado em março de 2016. Continuará a apresentar mulheres em poses provocadoras, mas já não em nu integral.

 

A decisão segue na tentativa de reverter a quebra de vendas, causada, segundo os executivos da publicação, pelo acesso facilitado e grátis a imagens de sexo que as novas tecnologias proporcionam atualmente.

 

A circulação da revista caiu de 5.6 milhões de exemplares, em 1975, para 800 mil, em 2015, nos Estados Unidos. A Playboy foi lançada, em 1953, com Marilyn Monroe na capa. A sua melhor venda ocorreu em novembro de 1972, quando vendeu sete milhões de cópias.

 

Artigo anterior

Decoração a preto e branco

Próximo artigo

Estudantes protestam contra armas com vibradores