Home»VIDA»CASA & FAMÍLIA»Plataforma promove Portugal como destino de casamentos alternativos

Plataforma promove Portugal como destino de casamentos alternativos

Chama-se Bad Bad Maria e quer atrair noivos portugueses e estrangeiros para se casarem em Portugal, com soluções alternativas às convencionais. Esta ‘consultora virtual’ quer apoiar os intervenientes em todo o processo do casamento.

Pinterest Google+

Bad Bad Maria é a mais recente plataforma digital de inspiração para noivos que querem que Portugal seja o seu destino de casamento. Esta plataforma agrega, através de um site em português e inglês, as informações mais relevantes relacionadas com o setor dos casamentos em Portugal, nomeadamente na vertente alternativa, servindo de apoio a noivos portugueses, mas, acima de tudo, pretendendo comunicar com casais estrangeiros que querem realizar a celebração do seu casamento fora do seu país.

 

«Os casamentos alternativos são cada vez mais procurados, seja para a realização da cerimónia do casamento, seja para a celebração do amor a dois, conhecida pelo termo inglês elopement, seja para a renovação dos votos. Normalmente os noivos procuram tudo aquilo que é alternativo para si, optando por locais não convencionais, como um parque urbano, um monumento, ou tendo um celebrante como guia da cerimónia, fugindo, pois, ao mais tradicional como a Igreja e as quintas desenhadas para o acolhimento de casamentos e, portanto, padronizadas», explica Cátia Silva, wedding planner e mentora do projeto.

 

VEJA TAMBÉM: OS NOIVOS DE HOJE QUEREM UM CASAMENTO PERSONALIZADO

 

A responsável acrescenta que «é muito difícil para os noivos, que não conhecem o nosso país e língua, conseguirem encontrar as respostas que desejam para a realização do seu casamento, acabando por optar por outros destinos que não Portugal.»

 

E é esta lacuna que o projecto Bad Bad Maria pretende colmatar, servindo de ponte unificadora entre aquilo que Portugal tem de melhor para oferecer e aquilo que os noivos procuram.  A plataforma apresenta um diretório de fornecedores com portfólio mais alternativo, ideias inspiradoras através de textos simples sobre tendências ou procedimentos a ter em conta em território português, dicas que facilitam a resolução de problemas e obstáculos, ideias de decoração, espaços alternativos, tendências de styling e muito mais.

 

VEJA TAMBÉM: GUIA DE ETIQUETA PARA UTILIZAÇÃO DE TELEMÓVEIS EM CASAMENTOS

 

A mesma plataforma apresenta mais informação através de entrevistas podcast e a edição anual de uma revista digital, Bad Bad Maria Magazine, publicada no primeiro semestre de cada ano, que agrega as melhores ideias do ano anterior, projetando tendências para o ano que segue.

 

«Esta plataforma pode ser encarada como sendo uma consultora virtual que sugere e apoia os intervenientes em todo o processo do casamento, simplesmente por organizar a informação e os prestadores de serviço portugueses num só lugar», garante Cátia Silva, não tendo, no entanto, um papel ativo em todo o processo. A posição é neutra, as escolhas cabem a noivos e fornecedores, «a plataforma apenas as apresenta de bandeja».

 

VEJA TAMBÉM: VAI A UM CASAMENTO? SEJA O CONVIDADO PERFEITO

 

Neste portal os noivos encontram vários fornecedores que podem selecionar, desde estilistas, maquilhadores, floristas, celebrantes, fotógrafos, catering, estacionário, entre muitas outras áreas; podem consultar os textos que vão sendo partilhados no blogue, ouvir pessoas inspiradoras e os seus percursos através dos podcasts, consultar as galerias de imagens e portfólios; ler a revista digital.

 

A escolha do nome foi algo que surgiu de forma natural, inspirada na expressão idiomática: Mau, mau Maria que o gato já mia! Esta é uma expressão conhecida por todos os portugueses, que pode ser usada de forma divertida quando achamos que algo não está bem, ou quando alguém fez algo com o qual não concordamos. Esta expressão foi escolhida para dar nome à plataforma de inspiração de casamentos alternativos por ser tão portuguesa.

 

 

Artigo anterior

Da chia ao girassol: as sementes que deve conhecer

Próximo artigo

Investigação portuguesa descobre bactérias que ajudam a uma agricultura sustentável