Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Plataforma Forests Forward ajuda empresas na transição verde

Plataforma Forests Forward ajuda empresas na transição verde

Os serviços que as florestas nos prestam são incalculáveis, mas subestimados nas decisões de negócios e investimentos. A nova plataforma da WWF envolve empresas e investidores de todos os setores para acelerar as suas ambições de sustentabilidade e criar impacto em paisagens florestais. O projeto vai apoiar empresas a melhorar a gestão de 150 milhões de hectares de floresta globalmente até 2030

Pinterest Google+
PUB

Enquanto a desflorestação e a degradação florestal continuam a um ritmo alarmante e as ações de desflorestação-zero e conversão ficam para trás, a WWF lança a Forests Forward, uma nova plataforma que envolve empresas, comunidades e organizações de todos os setores, para acelerar a mudança em paisagens prioritárias.

 

«Empresas e investidores por todo o mundo encontram-se numa posição única para facilitar abordagens inovadoras que preservem e aumentem os benefícios de paisagens florestais produtivas e ricas em biodiversidade, ao mesmo tempo que enfrentam alguns dos maiores desafios ecológicos da nossa era: alterações climáticas, segurança hídrica e alimentar», afirma Julia Young, diretora na WWF Global Forest Sector Transformation.

 

«Olhando para 2030, a necessidade de uma ação global sobre a crise climática, a pobreza, a perda e recuperação da natureza, a produção insustentável e o consumo excessivo tornam-se mais urgente. Enfrentar a desflorestação e a degradação florestal é a chave desta difícil equação».

 

VEJA TAMBÉM: PORTUGAL ABAIXO DAS EXPECTATIVAS NO CUMPRIMENTO DAS METAS DE TRANSIÇÃO VERDE

 

O Forests Forward vai permitir que as empresas atuem de forma inovadora para criar e demonstrar impacto positivo nas paisagens florestais, e que investidores possam contribuir positivamente para a agenda global de sustentabilidade.

 

Compromisso pelas florestas

Como participantes do Forests Forward, as empresas comprometem-se a envolverem-se em áreas como a gestão e comércio florestal sustentável, melhor silvicultura, reflorestação e restauro de ecossistemas, proteção e recuperação da biodiversidade, combate à ilegalidade em toda a cadeia de abastecimento de madeira, certificação florestal confiável, cadeias de valor justas, inclusivas e equitativas, e investimento em projetos-chave para as paisagens e soluções financiáveis para projetos com práticas sustentáveis para a natureza.

 

A plataforma coloca ênfase nas comunidades e na gestão florestal local, exigindo o reconhecimento do papel crítico que os povos indígenas e as comunidades locais desempenham na conservação da floresta e dos seus ecossistemas. Defende abordagens comprovadas e inovadoras e melhores meios de verificação da gestão florestal em países tropicais, para ajudar a disseminar a gestão florestal sustentável junto de utilizadores coletivos e individuais de pequena dimensão.

 

 

Para Fran Price, Líder na WWF Global Forest Practice, «para enfrentar as alterações climáticas descontroladas e cumprir as metas ambientais globais, precisamos de maior ação sobre a desflorestação e a degradação e promover mais e melhor restauro florestal. O Forests Forward oferece uma plataforma única para aumentar a colaboração entre as diversas partes interessadas e impulsionar a inovação e abordagens orientadas para soluções, de modo a garantir que as florestas continuem a oferecer benefícios às pessoas e ao clima».

 

Perda de floresta no mundo

Um estudo recente publicado pela WWF revelou que mais de 43 milhões de hectares de floresta foram perdidos apenas nos trópicos e subtrópicos, num período de 13 anos. Ao mesmo tempo, o relatório Planeta Vivo 2020 da WWF mostra um declínio alarmante de, em média, 68% nas populações de mamíferos, pássaros, peixes, anfíbios e répteis, desde 1970.

 

O Forests Forward tem como objetivo acelerar a ação e aproveitar a influência de todos os atores com interesses nas florestas e nos seus serviços dos ecossistemas para melhorar a gestão de 150 milhões de hectares de floresta até 2030.

 

O primeiro conjunto de empresas que se juntaram ao Forests Forward inclui grandes atores do mercado – HP Inc., IKEA, International Paper Company, Kimberly-Clark, Lowe’s Companies, Inc., Mandarin Oriental, Sofidel Spa, e Williams-Sonoma, Inc., – bem como empresas que operam em importantes países produtores de produtos de florestas – ALPICAM, Bois et Scierie du Gabon (BSG), Gabon Wood Industry (GWI), Companie des Bois du Gabon, Gabonaise d’Exploitation de Bois (GEB), Interholco, The New Forests Company, The Navigator Company, Stora Enso Oyj., Suzano S/A e Veracel.

 

A esfera de ação e o trabalho dos participantes pode ser seguido na plataforma espacial interativa da WWF. As atividades serão monitorizadas e relatadas em relação a resultados e marcos claros.

 

Artigo anterior

Festival de Música dos Capuchos regressa 20 anos depois do seu desaparecimento

Próximo artigo

Gosta de cerejas? Já pode apadrinhar uma cerejeira