Home»ATUALIDADE»ENTREVISTAS»Pedro Figueira: «Os problemas de coluna são a segunda razão de visitas ao médico»

Pedro Figueira: «Os problemas de coluna são a segunda razão de visitas ao médico»

As dores nas costas são um problema grave em Portugal. Sete em cada dez portugueses sofrem de problemas nas costas e a situação pode estar a agravar-se, pois há cada vez mais crianças que, devido às mochilas e aos telemóveis, começam a sofrer deste problema. Motivos mais do que suficientes para o especialista em quiroprática e de problemas da coluna, Pedro Figueira, lançar o livro «Acabe com as dores nas costas», onde ensina a fazer uma boa higiene da coluna sem recorrer a medicamentos.

Pinterest Google+

O que distingue a quiroprática de outras terapias?

A quiroprática é uma profissão de saúde que tem como objetivo a melhoria do funcionamento da coluna a nível mecânico e neurológico. Baseia-se no facto científico de que o corpo tem a capacidade inata de se auto curar e auto regular. Uma coluna mais equilibrada permite um melhor funcionamento do nosso corpo. Recordo que a quiroprática é um curso superior a tempo inteiro de cinco a oito anos.

 

Pode explicar-nos porque tantas pessoas têm dores nas costas hoje em dia?

Em 2018, temos mais informação, mas mesmo assim não temos melhores hábitos e comportamentos. Piores posturas, maior esforço ergonómico, mais stress e mais sedentarismo levam a mais problemas. Não será então surpresa o facto de sete em cada dez pessoas sofrerem de dores de costas.

 

VEJA TAMBÉM: PASSA MUITO TEMPO SENTADO E COM DORES NAS COSTAS? SIGA ESTE ESTE NOVO GUIA

 

Mas há vários tipos de dores nas costas. Quais as causas mais comuns e a menos comuns?

As mais comuns são problemas que envolvem os músculos da coluna vindos de sobrecargas crónicas, ou agudas da coluna e distensões; problemas que envolvem as articulações da coluna vindos de disfunções e desgaste articular; e problemas que envolvem os nervos vindos de compressões ou irritações de nervos.

Os menos comuns são diferentes tipos de doenças reumatológicas, fraturas, osteoporose, alguns tipos de tumores, alguns tipos de infeções, cálculos renais ou infeção renal.

 

A vida atual sedentária é a grande causadora dos problemas nas costas? O sentar é de facto o novo fumar?

O sedentarismo é realmente um grande problema nos dias de hoje. Os estudos mostram que quanto mais tempo passamos sentados menos saudáveis somos. Além de aumentar os problemas de coluna, os estudos indicam que o sedentarismo prolongado e ininterrupto está relacionado com o aumento de todas as causas de morte.

Não nos devemos manter na mesma posição por períodos prolongados. Tal como falo no livro, existem estratégias para melhoras esta problemática, mas o mais importante é implementá-las.

 

VEJA TAMBÉM: DICAS PARA JOVENS MAMÃS EVITAREM DORES NAS COSTAS

 

Que maus hábitos temos que é preciso corrigir?

Para simplificar esta resposta temos de ter mais cuidado com os pesos, a maneira como arrumamos e cuidamos da nossa casa, as posições em que conduzimos e como nos sentamos, os sapatos que usamos, as mochilas que deixamos os nossos filhos usar, o exercício que fazemos, enfim, há muito que temos de alterar para melhorar a saúde da nossa coluna. A boa notícia é que podemos lá chegar um passo de cada vez. Então vamos começar.

 

Do que mais sofrem os portugueses? Tem vindo a agravar-se ao longo dos anos?

Sete em cada dez portugueses sofrem de dores nas costas, mais de nove em cada dez terá dores nas costas em alguma altura na sua vida. Problemas de coluna são a segunda razão de visitas ao médico, assim como a segunda causa de absentismo laboral em Portugal. Os números têm-se mantido estáveis ao longos dos anos, mas a pergunta que se deve colocar é como é que estas estatísticas não têm melhorado com o passar dos anos e com mais informação que nos está disponível?

Artigo anterior

A preparar a alimentação da semana? Não congele estes alimentos

Próximo artigo

O best of da ModaLisboa: as nossas escolhas