Home»FOTOS»Paris já tem um restaurante onde se come nu

Paris já tem um restaurante onde se come nu

Chama-se ‘O’naturel’ e aqui come-se totalmente ao natural. Sem roupa, não a comida, entenda-se. Inglaterra já tem, Espanha também e a capital francesa não quis ficar para trás nesta tendência de apreciação gastronómica tal e qual como se veio ao mundo.

Pinterest Google+
PUB

Abriu a 1 de novembro aquele que é o primeiro restaurante em Paris onde se come nu. Chama-se O’naturel’ e fica localizado na Rue de Gravelle 9. Funciona apenas por marcação, de terça a sábado, das 19h30 às 23h00.

 

Dadas as coordenadas espaciais e temporais, vamos apresentar-lhe melhor o espaço. Inserido no coração do polo naturista da Cidade da Luz, o restaurante pauta-se pelos valores naturistas e quer providenciar a todos o que assim queiram a experiência de comer nu, aos naturistas e aos que queiram ter uma experiência simplesmente diferente. Com capacidade para sentar 40 pessoas, a cozinha do ‘O’naturel’ baseia-se na tradição culinária francesa. Apresenta cinco opções de entradas (13€), pratos (32€) e sobremesa (13€).

 

Veja também: Praias de nudismo em Portugal

Pode optar por umas caracoletas assadas com creme de alho ou um foie gras de pato com chutney de pera como entrada.  Como prato pode escolher carré de borrego com tomates confitados ou um frango com creme de trufas. E entre outras, a escolha da sobremesa por passar por um crème brûlée revisitado ou um brownies de avelã como torta de limão.

 

Os restaurantes para nudistas estão cada vez mais em voga. No passado mês de janeiro, abriu em Tenerife, Espanha, o Innato. À MOOD, o seu proprietário, Tony De Leonardis, disse na altura que «as regras são as mesmas que as de qualquer restaurante. O naturismo não tem nada de errado e a confidencialidade que se possa questionar é exatamente igual à de qualquer outro restaurante».

 

Mas o grande buzz foi gerado pelo Bunyadi, em Londres, que para a sua abertura no verão de 2016 registou uma lista de espera de 46 mil pessoas. «A inspiração veio do nosso CEO, Seb Lyall. O restaurante em si não era destinado especificamente a nudistas. A base era dar uma resposta à sociedade hoje obcecada pela tecnologia, obcecada pelo status. Criámos um espaço inteiramente livre das armadilhas da vida urbana moderna, incluindo eletricidade, comunicação móvel…» e roupa, explica-nos Charles Walker, gerente do Bunyadi.

 

Veja na galeria acima imagens destes três restaurantes.

 

Artigo anterior

Chefs ensinam crianças a cozinhar de forma saudável em vários países da União Europeia

Próximo artigo

E foi assim que eles se casaram nos céus alentejanos…