Home»BEM-ESTAR»COMPORTAMENTO»Para equilibrar e orientar o seu 2018

Para equilibrar e orientar o seu 2018

Se pudesse dizer algo que para si seria fundamental alcançar no próximo ano, o que seria? Leia aqui como organizar, de forma simples e prática, o que deseja realizar no próximo ano e imagine como será vivê-lo!

Pinterest Google+

Em pequeno ninguém me ensinou como refletir e fazer um balanço do ano que passou. Ensinaram-me o ritual de comer doze passas à meia noite e, por cada uma, pedir um desejo. Et voilá! Como que por magia, os objetivos concretizar-se-iam no ano em que ia entrar. Qual carpete vermelha estendida diante da realeza que entra no palácio.

 

Ora nem eu sou realeza, nem os objetivos que alcancei se materializaram assim. Não sei qual tem sido a sua experiência, mas imagino que, tal como eu e outras pessoas, tenha encontrado (e ainda encontre) alguns imprevistos e situações para resolver antes de conseguir algo que desejava. Por isso, apresento aqui uma forma simples e adaptável de escolher as suas intenções.

 

Primeiro, sugiro que escolha quais áreas, ou situações, são mais importantes agora na sua vida. Exemplos podem ser: saúde, bem-estar psicológico, trabalho, rendimentos, família, desporto, realização profissional, crescimento pessoal, convívio social, relacionamento com companheiro ou com os filhos, amizades. Pode escolher outras e usar as suas palavras, claro. Para cada uma que escolher, escreva (de 0 – nada a 10 – total) qual o grau de satisfação atual com os resultados que tem nessa área. A seguir, escreva-as por ordem decrescente.

 

VEJA TAMBÉM: RESOLUÇÕES SAUDÁVEIS PARA 2018

 

Depois, proponho que em vez de objetivos generalistas (“Quero ser feliz”, “Quero ter sucesso no trabalho”, ou outros), escolha uma intenção para as áreas mais importantes na sua vida. Por exemplo, “Vou sentir maior energia e vitalidade com o meu corpo”, sendo aqui a saúde a área importante escolhida.

 

Para cada intenção pode, ou não, ligar um objetivo específico só para que tenha uma referência. Por exemplo, “Em seis meses terei ganho maior capacidade cardio-respiratória que me permita subir as escadas de 5 andares, mantendo a respiração e as batidas do coração num ritmo normal”.

 

Agora, para cada intenção que escreveu, de 1 a 5 escreva qual a importância de cada uma, em que 1 é pouca, 2 é alguma, 3 é relativa, 4 é muita e 5 é elevada importância. Para facilitar, sugiro que repita mentalmente cada intenção que escreveu, feche os olhos, pergunte-se qual a importância da mesma e observe qual destes níveis de importância surge para cada uma. Se ajudar a organizar, distribua as intenções mais importantes pelos meses do ano que vai começar. Quando vai alcançar qual?

 

Quando estiver confortável com esta análise simples e pessoal, escolha a intenção mais importante para começar! J Que ação seria fundamental fazer, começar a praticar, para concretizar essa intenção?

 

Desejo-lhe um ótimo 2018! Com todos os sentimentos que há para viver, com Saúde, Amor, Sucessos, Aprendizagens, Amizade, Gratidão, Paz, Serenidade.

Artigo anterior

Sabe tudo sobre champanhe? Como o beber, que copo usar...

Próximo artigo

Recorde: Alimentos que fortalecem o sistema imunitário