Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Pampilhosa da Serra conquista apoio do Novo Bauhaus Europeu e vai ter “aldeia do futuro”

Pampilhosa da Serra conquista apoio do Novo Bauhaus Europeu e vai ter “aldeia do futuro”

A intervenção vai decorrer em Dornelas do Zêzere, onde estão previstas ações de transformação do espaço público, para incitar ao seu uso quotidiano pela comunidade e pelos visitantes.

Pinterest Google+
PUB

Num universo de 87 candidaturas provenientes de 18 Estados-Membros Europeus, o projeto “Rede de Aldeias para o Futuro”, liderado pelo Município de Pampilhosa da Serra, foi um dos 20 distinguidos na primeira convocatória da Nova Bauhaus Europeia dedicada a iniciativas locais.

A ideia matriz que deu origem a esta candidatura assenta na procura por novas soluções para dinamizar e revitalizar aldeias com um papel estruturante na oferta de bens e serviços na sua envolvente territorial, intervindo em espaços públicos significativos da identidade local, para criar novas centralidades e estimular a sua apropriação para novos usos comerciais, sociais e culturais, a partir de abordagens contemporâneas, pensadas em conjunto com a comunidade e focadas na religação das atividades quotidianas com a natureza.

 

VEJA TAMBÉM: PROJETO DE RECICLAGEM DE BRINQUEDOS PORTUGUÊS VENCE PRÉMIO DA NOVA BAUHAUS EUROPEIA

Com este desígnio comum, este projeto de inovação territorial centra-se em aldeias da eurorregião EUROACE, que envolve 2 países (Portugal e Espanha), 3 regiões (Alentejo, Centro e Extremadura) – e 6 aldeias, em 6 municípios, sendo que no concelho de Pampilhosa da Serra a intervenção decorrerá em Dornelas do Zêzere, onde estão previstas ações de transformação do espaço público do mercado local e da sua envolvente, com o intuito de qualificar a frente ribeirinha e incitar ao seu uso quotidiano pela comunidade e pelos visitantes.

Intervenção noutras aldeias

Para além de Dornelas do Zêzere, este projeto contempla intervenções na Aldeia Histórica de Sortelha (Município do Sabugal), na Região Centro, e nas aldeias de Esperança (Município de Arronches) e Corval (Município de Reguengos de Monsaraz), no Alentejo, e nas aldeias de Llerena e Moraleja, ambas na Comunidade Autónoma da Estremadura, em Espanha.

A aprovação desta candidatura garante o apoio à concretização dos projetos com acompanhamento interdisciplinar por peritos internacionais designados pela Comissão Europeia, que em cada aldeia colocarão os seus conhecimentos técnicos especializados ao serviço dos projetos, auxiliando na definição das intervenções e na identificação de mecanismos de financiamento comunitários.

O projeto “Rede de Aldeias para o Futuro”, o único distinguido em Portugal Continental, conta com o apoio das Comissões de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro e do Alentejo, assim como da Região Autónoma da Estremadura e com a colaboração das Redes Aldeias Históricas de Portugal e Aldeias do Xisto. Foi também contemplado um projeto com inspiração Açoriana, idealizado pelo Município da Horta, na Ilha do Faial, que consiste na renovação de um edifício histórico para criação de um polo cultural integrador.

Recorde-se que o Novo Bauhaus Europeu é umas das mais conceituadas iniciativas à escala global que, de uma forma criativa e interdisciplinar, procura conectar o “European Green Deal” (acordo verde europeu) com os diferentes espaços e experiências de vida, convidando agentes públicos, privados e sociedade civil a imaginar e construir um futuro sustentável e inclusivo, que “seja bonito para os nosso olhos, mentes e almas”.

 

 

 

Artigo anterior

Do peixe-aranha aos lacraus: as recomendações do INEM para evitar intoxicações na praia e no campo

Próximo artigo

Remoção pioneira de barreira fluvial por sociedade civil acontece em Alcoutim