Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Palácio Nacional de Mafra e Bom Jesus de Braga candidatos a Património da UNESCO

Palácio Nacional de Mafra e Bom Jesus de Braga candidatos a Património da UNESCO

A 43ª sessão do Comité do Património Mundial vai avaliar 35 nomeações entre 30 de junho e 10 de julho e o estado de conservação de 166 locais já inscritos na Lista de Património Mundial da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura. Da lista mundial fazem atualmente parte 1092, dos quais 15 são portugueses.

Pinterest Google+
PUB

O Palácio Nacional de Mafra, o convento, a basílica, os jardins e a Tapada de Mafra, assim como o Santuário de Bom Jesus do Monte, em Braga, são os dois novos candidatos portugueses a entrarem para a lista de Património Mundial da UNESCO.

 

A 43ª sessão do Comité do Património Mundial, que vai avaliar as candidaturas, tem lugar em Baku, capital do Azerbaijão, entre 30 de junho a 10 de julho.

 

VEJA TAMBÉM: TAPADA NACIONAL DE MAFRA, A NATUREZA ÀS PORTAS DE LISBOA

 

Nesta sessão, vão ser avaliadas 35 novas nomeações e o estado de conservação de 166 locais já inscritos na Lista de Património Mundial da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura, sendo que 54 se encontram em perigo. O objetivo desta lista é informar a comunidade internacional das condições que ameaçam as características que fizeram com que um local fosse inscrito como património mundial e estimular ações corretivas. Saiba mais aqui.

 

Da lista mundial fazem atualmente parte 1092 locais, de 167 países. Entre eles constam 15 locais portugueses, nomeadamente o Centro Histórico de Angra do Heroísmo, o Convento de Cristo em Tomar, o Mosteiro da Batalha, o Mosteiro dos Jerónimos e Torre de Belém em Lisboa, o Centro Histórico de Évora, o Mosteiro de Alcobaça, a Paisagem Cultural de Sintra, o Centro Histórico do Porto, Ponte Luis I e Mosteiro da Serra do Pilar, Sítios de Arte Rupestre do Vale do Coa, Floresta Laurissilva da Madeira, Região Demarcada do Alto Douro, Centro Histórico de Guimarães, Paisagem da Cultura da Vinha da Ilha do Pico, Elvas e as suas Fortificações e a Universidade de Coimbra.

Artigo anterior

Quinta do Sanguinhal abre as portas para um Open Day repleto de atividades

Próximo artigo

Regras de ouro para um cabelo perfeito (pela hairstylist de estrelas nacionais)