Home»BEM-ESTAR»CORPO»Ouvir música facilita a prática de exercício

Ouvir música facilita a prática de exercício

A música tem vários tipos de influência consoante os diferentes contextos. Durante um treino, pode aumentar o prazer da prática, bem como desviar de pensamentos que incitam à desistência.

Pinterest Google+

Ouvir música enquanto se executa um treino de alta intensidade intervalado (HIIT) facilita a prática, de acordo com um estudo realizado pela Universidade McMaster, Canadá.

 

Muitas pessoas praticam exercício regularmente, em grande parte treinos estagnados de cardio ou de baixa intensidade. Não há nada de errado com este tipo de exercícios. No entanto, a pesquisa demonstrou que o treino de alta intensidade intervalada pode queimar as mesmas calorias e fortalecer o coração em menos tempo.

 

«O HIIT pode ser uma opção viável para combater a inatividade, mas há a preocupação de que as pessoas encarem a prática como desagradável impedindo a sua participação no futuro», diz Kathleen Ginis, professora de saúde e ciências do desporto na universidade, em declarações à imprensa canadiana.

 

VEJA TAMBÉM: TREINO INTERVALADO E AULAS DE GRUPO: AS TENDÊNCIAS DE FITNESS PARA 2018

Os investigadores recrutaram 20 homens e mulheres que não estavam familiarizados com este tipo de exercícios. Após duas sessões de exercícios preliminares, os participantes completaram dois exercícios de sprint em bicicletas  com e sem música, com uma semana de intervalo entre ambas as experiências. Cada sessão incluiu quatro a seis  séries de 30 segundos de ataques de ‘dar tudo’ a pedalar, separados por quatro minutos de descanso.

 

Os participantes do estudo, publicado no ‘Journal of Sport Sciences’, escolheram as suas próprias músicas para treinar e as preferências tendem para a seleção de música com uma batida rápida e animada. O que, por sua vez, pode incentivar o aumento da velocidade do exercício praticado no momento.

 

VEJA TAMBÉM: AS NOVAS RECOMENDAÇÕES SAUDÁVEIS: NÃO BEBER A FRUTA, DAR 10 MIL PASSOS POR DIA E MANTER UMA ATITUDE DE GRATIDÃO

 

Depois de cada sessão, solicitou-se que os participantes classificassem os exercícios quanto a agradabilidade, benefícios, dores e perceções pessoais do valor de cada um enquanto individuo. Ambos os grupos terminaram com uma atitude positiva, mas aqueles que acompanharam o exercício com música revelaram um bem-estar mais elevado do que o outro grupo.

 

Com o estudo, os autores aperceberam-se de que a música pode aumentar o prazer e melhorar a atitude com que se pratica e se enfrenta este tipo de treino, ainda que não seja de um modo significativo.

Artigo anterior

Melgaço vai criar rede com 150 km de trilhos pedestres e para bicicleta

Próximo artigo

A fórmula para viver até aos 100 anos