Home»BEM-ESTAR»CORPO»Oscilações frequentes de peso associadas a maior risco de morte

Oscilações frequentes de peso associadas a maior risco de morte

Apesar de a perda de peso trazer inúmeros benefícios para a saúde, um novo estudo publicado pela Sociedade Endócrina, uma organização internacional, considera que as oscilações frequentes de perda e ganho de peso causam uma ‘tempestade metabólica perfeita’ no corpo humano.

Pinterest Google+

As oscilações de peso frequentes estão associadas a um maior risco de morte, de acordo com um novo estudo publicado no Jornal de Endocrinologia Clínica e Metabolismo da Sociedade Endócrina, uma organização internacional que reúne mais de 18 mil associados no mundo.

 

A constante perda e ganho de peso, geralmente decorrente de dietas, leva a resultados adversos na saúde. Segundo algumas estimativas, 80% das pessoas que perdem peso vão gradualmente recuperá-lo ou até mesmo ganhar mais peso do que aquele que tinham antes de fazerem dieta.

 

VEJA TAMBÉM: SAUDÁVEL OU PREJUDICIAL? OS ALIMENTOS QUE DÃO PARA OS DOIS LADOS

 

A Declaração Científica da Sociedade de Endocrinologia enfantiza que isso acontece porque, uma vez que um indivíduo perde peso, o corpo normalmente reduz a quantidade de energia gasta em repouso, durante o exercício e nas atividades diárias enquanto aumenta a fome. Essa combinação de menor gasto energético e fome cria uma ‘tempestade metabólica perfeita’ de condições para novo ganho de peso.

 

«Este estudo mostra que a oscilação de peso pode aumentar o risco de morte de uma pessoa», comenta Hak C. Jang, professor na Faculdade de Medicina da Universidade Nacional de Seul, capital da Coreia do Sul, e um dos autores do estudo. «No entanto, também concluímos que a perda de peso como resultado da oscilação de peso pode reduzir o risco de desenvolver diabetes em pessoas com obesidade».

 

VEJA TAMBÉM: ADEUS PÃO COM MANTEIGA? SAIBA COMO SUBSTITUIR A MANTEIGA NA SUA ALIMENTAÇÃO

 

No estudo que analisou dados de 16 anos, os pesquisadores examinaram 3.678 homens e mulheres na Coreia do Sul e descobriram que a oscilação de peso estava associada a um risco maior de morte. Curiosamente, as pessoas com obesidade que sofreram de mais oscilação foram menos propensas a desenvolver diabetes do que os outros participantes deste estudo.

 

Ou seja, os benefícios para a saúde da perda de peso ofuscaram os efeitos adversos da oscilação de peso em indivíduos com obesidade, porém eles não devem ser desconsiderados.

Artigo anterior

O stress natalício tomou conta de si? Veja como ter calma nos preparativos

Próximo artigo

As vantagens de ter amigos no trabalho