Home»BEM-ESTAR»CORPO»Os millennials e o exercício físico: motivação extra para se mexerem

Os millennials e o exercício físico: motivação extra para se mexerem

A geração mais bem informada de sempre sabe dos benefícios do exercício físico para o bem-estar geral. Mas, segundo uma pesquisa americana, sofrem de déficit de bem-estar. Falta-lhes tempo? Motivação? Temos algumas sugestões para se porem a mexer. Literalmente, pois metem viagens à mistura.

Pinterest Google+

Os jovens da geração millennial são a ilustração perfeita para ‘As Aventuras de João Sem Medo’ – eles não têm medo de arriscar. E estão bem capacitados para isso: formados, informados, conhecedores das últimas tecnologias, com um pensamento global e um desejo de aventuras igualmente planetárias.

 

Mas e onde fica o desporto para uma geração que, apesar de querer ver o mundo, cresceu sentada no sofá a jogar na consola ou no computador e está habituada a obter benefícios sem muitos esforços? Como geração bem informada, estão bem conscientes dos benefícios do desporto e da vida saudável. Porém, uma pesquisa americana com a participação de cinco mil millennials, com idades entre os 14 e os 34 anos, identificou uma realidade a que designaram de ‘déficit de bem-estar’. Este estudo revelou que embora os millennials estejam profundamente conscientes da ligação entre o exercício e bem-estar, quase três quartos deste grupo ainda luta para encontrar o tempo para praticar atividade física.

 

VEJA TAMBÉM: DEZ MANDAMENTOS PARA TER UMAS PERNAS PERFEITAS

 

Aliás, apenas cerca de metade de todos os millennials avaliam o seu bem-estar geral como ‘bom’ ou ‘excelente’. Segundo o estudo, 69% são autoconscientes sobre os seus corpos e 56% sentem-se mais stressados ou ansiosos do que no ano anterior. As tendências sugerem que a maioria valoriza os benefícios do exercício e estão a lutar por um estilo de vida saudável. Quanto às preferências, os millennials parecem estar mais interessados na utilização da tecnologia para monitorizar e acompanhar o seu progresso de fitness (77%), pois gostam de treinos interativos e personalizados o quanto possível para atenderem às suas metas individuais.

 

Assim sendo, qual a solução? Esta é uma geração ocupada. Com uma constante sede de explorar e conhecer mais, queixa-se muitas vezes da falta de tempo para fazer algo tão simples como praticar exercício. Ou será só uma desculpa? Costuma-se dizer que quem tem vontade faz e quem não tem arranja desculpas. Primeiro que tudo – e isto é igual para todos –  motive-se e procure inspiração, aconselha Teresa Manafaia, personal trainer. «Hoje em dia, existe uma grande diversidade de tipos de aulas e modalidades, à disposição na maior parte dos ginásios: aulas coreografadas, body and mindcycling, localizada, hidroginástica, passando pelo crossfit e pela natação!», esclarece.

 

Depois, é preciso arranjar tempo. «O melhor horário? Bem, o melhor horário é sempre aquele em que consegue fazer exercício.  Após perceber qual o seu horário, peça ajuda para ajustar o tipo de exercício ao horário, perfil e objetivos». Ou seja, parte de si, primeiro, a vontade de fazer exercício.

 

VEJA TAMBÉM: QUAL O MELHOR EXERCÍCIO PARA MIM? CONHEÇA UM CASO REAL

 

E se conseguir motivação e arranjar horário até foram duas etapas bem superadas, falta agora tomar consciência de que, sim, fazer exercício significa mexer-se e esforçar-se. E desengane-se se acredita que pode obter os mesmos resultados – tonificação, perda de peso, desenvolvimento muscular, etc – sem exercício físico. «Nada substitui a contração muscular. Nenhuma pílula milagrosa que exista ou esteja para vir. Não virá. É um assunto incontornável. Fazer exercício é indiscutivelmente essencial. O nosso design anatómico e toda a nossa fisiologia estão preparados para o movimento, para a contração muscular», garante a personal trainer. Portanto, inscrever-se num ginário, participar em aulas de bootcamp exteriores, fazer exercício com amigos num parque, iniciar aulas de surf, parapente ou skate, tudo vale para se mexer.

 

E porque não arranjar uma motivação extra e preparar-se para juntar duas atividades fantásticas numa só: desporto e viagens? Como geração globalizada que é, os millennial adoram viajar e ter contacto com a natureza e novas experiências. E foi a pensar nisso que criámos a galeria acima. Algumas sugestões de destinos onde pode praticar desporto de uma forma divertida e, se assim o desejar, radical. Boa ideia?

Artigo anterior

Quistos mamários: o que são, sintomas e tratamento

Próximo artigo

Potencie as várias áreas da sua vida com a energia do Feng Shui