Home»FOTOS»Os factos sobre o glúten

Os factos sobre o glúten

A intolerância ao glúten é designada como a doença celíaca. Os indivíduos que sofrem desta doença não devem consumir glúten, pois esta substância compromete a capacidade de absorver nutrientes e enfraquece a parede intestinal.

Pinterest Google+
PUB
  • Os alimentos que contêm glúten só fazem mal a três grupos de pessoas: Pessoas com doença celíaca (doença autoimune que afeta pessoas geneticamente predispostas), pessoas com sensibilidade ao glúten e pessoas com alergia ao trigo (mais comum em adultos).

 

  • O glúten agrava a doença celíaca e podem ocorrer mais sintomas além do inchaço e da diarreia. O glúten pode inibir a absorção de nutrientes, causar problemas graves na corrente sanguínea, perda óssea, deficiência auditiva e muitos outros problemas.

 

  • Nem todos os grãos contêm glúten como é o caso do milho, do arroz e de alguns tipos de aveia. Estes grãos, geralmente, não provocam uma reação em indivíduos com doença celíaca ou com sensibilidade ao glúten.

 

  • O glúten não engorda, mas uma dieta sem glúten tem uma relação direta com o emagrecimento. Diminuir o consumo de glúten reduz o inchaço e acelera o metabolismo, o que promove uma perda de peso mais rápida.

 

VEJA TAMBÉM: O BOM COLESTEROL! ALIMENTOS ALTOS EM COLESTEROL MAS SAUDÁVEIS

 

  • O glúten não é o único vilão na doença celíaca, também conhecida como intolerância ao glúten. As proteínas de trigo também podem desencadear sintomas problemáticos em pessoas com esta doença. Ainda há muita coisa para descobrir sobre a doença celíaca.

 

  • Fast food sem glúten está por todo lado. Embora os produtos sem glúten se tenham tornado num sinónimo de alimentação saudável, existem dezenas de alimentos pouco saudáveis nos supermercados como, por exemplo, bolachas, pizzas, queijo, batatas fritas e cerveja sem glúten. Esta é uma boa notícia para quem sofre da doença celíaca, mas tenha em conta que estes alimentos não são a base de uma dieta saudável rica em nutrientes.

 

  • O glúten não tem qualquer tipo de funcionalidade no organismo. Não tem ómega 3, nem vitaminas, nem oxidantes, ou seja, a sua ausência não causa nenhum impacto negativo no organismo.

 

Artigo anterior

Espirros e primavera: Saiba onde os focos das alergias se escondem

Próximo artigo

Borrego estufado com couscous de legumes