Home»FOTOS»Os benefícios do kefir e como pode ser consumido

Os benefícios do kefir e como pode ser consumido

O kefir é um alimento oriundo do Cáucaso que se está a expandir devido aos inúmeros benefícios para a saúde. Por não ser ainda muito habitual na nossa alimentação, pode causar alguma confusão na forma como deve ser consumido. E pode ser de diferentes formas. Veja como inserir o kefir na sua dieta.

Pinterest Google+

O kefir é obtido através sobretudo da fermentação do leite (caprino, bovino ou ovino) por microrganismos benéficos à saúde. É produzido através da submersão dos chamados grãos de kefir num substrato, como o leite, mas também em água açucarada, leite de coco, sumos, etc.. Pode ser comprado já feito no supermercado, na zona dos iogurtes, ou produzido em casa, fazendo esta cultura, para a qual precisa do tais grãos /fermento.

 

Este alimento foi descoberto no século XX e traz inúmeros benefícios para a saúde. O kefir faz bem à digestão e ao sistema intestinal, já que é rico em nutrientes e probióticos. Tem componente que são responsáveis pela manutenção, crescimento celular e fornecimento de energia ao organismo.

 

VEJA TAMBÉM: ALIMENTOS SUPER SAUDÁVEIS E REPLETOS DE PROBIÓTICOS

 

«Além da presença das bactérias benéficas e das leveduras, o kefir contém sais minerais, vitaminas do complexo B e aminoácidos essenciais, importantes para a manutenção das funções vitais do organismo. A sua riqueza em diversos nutrientes, tais como triptofano (aminoácido essencial), cálcio e magnésio, promovem um efeito relaxante no sistema nervoso. O kefir também fornece boas quantidades de fósforo, um mineral que participa no metabolismo da absorção dos hidratos de carbono, das gorduras e das proteínas. Estes nutrientes, por sua vez, são responsáveis pela manutenção, crescimento celular e fornecimento de energia ao organismo», explica o nutricionista Alexandre Fernandes num artigo publicado na MOOD.

 

O kefir é visto como um dos alimentos mais saudáveis, sendo mais saudável e tudo que um iogurte, já que tem um valor nutricional e terapêutico mais elevado. A principal diferença entre o iogurte e o kefir é que este último contém bactérias benéficas que destroem bactérias patogénicas.

 

VEJA TAMBÉM: ALIMENTOS FUNCIONAIS – PREBIÓTICOS, PROBIÓTICOS E SIMBIÓTICOS

 

O kefir também é indicado para diabéticos, para tratar a diarreia, protege do cancro, melhora os níveis da tensão arterial, melhora os sintomas da asma e das alergias e é uma ótima fonte de proteínas para pessoas intolerantes à lactose. Este também ajuda a reforçar a saúde dos seus ossos, e reduz o risco de osteoporose, devido ao elevado nível de cálcio (pois é feito a partir do leite) que tem.

 

Porém, o kefir também tem efeitos negativos. Nas primeiras tomas pode sentir alguma obstipação, mas que acaba por passar com o tempo. Para quem não está muito habituado, ou para quem nunca comeu kefir, este pode ser ingerido ao natural, com fruta fresca ou seca, nos cereais ou com mel. Veja algumas sugestões na galeria acima.

Artigo anterior

Perturbação de Hiperatividade e Défice de Atenção afeta desempenho académico dos estudantes universitários

Próximo artigo

Quais as forças que o paralisam?