Home»FOTOS»Os benefícios do chocolate (ou como arranjar desculpas nesta Páscoa)

Os benefícios do chocolate (ou como arranjar desculpas nesta Páscoa)

Coelhinhos, ovos, amêndoas... tudo de chocolate. Para que não se sinta muito culpada nesta Páscoa, relembramos que comer chocolate pode ter múltiplos benefícios. Cientificamente comprovados! E sem exageros, claro.

Pinterest Google+
PUB

É um alimento nutritivo: O cacau possui propriedades antioxidantes, flavonóides e cafeína. Em particular o chocolate meio amargo é um alimento muito nutritivo, que contém proteínas, gorduras, cálcio, magnésio, ferro, zinco, caroteno e vitaminas E, B1, B2, B3, B6, B12 e C.

 

Estimula a felicidade: O cacau contém dois aminoácidos, a fenilalanina e a tirosina, substâncias responsáveis pela felicidade natural. O chocolate meio amargo também liberta serotonina no organismo, neurotransmissor responsável pela sensação de bem-estar.

 

Promove um coração saudável: Cientistas suecos descobriram que os antioxidantes catequinas e procianidinas, presentes no chocolate amargo, mais rico em cacau, inibem uma enzima no organismo conhecida por elevar a pressão arterial.

 

Fortifica os músculos: Comer uma pequena quantidade de chocolate diariamente aumenta o fluxo sanguíneo no organismo em pouco menos de duas semanas. Este aumento melhora também a oxigenação dos músculos, tornando-os mais resistentes.

 

VEJA TAMBÉM: COMER OU NÃO CHOCOLATE? ENCONTRE O EQUILÍBRIO PERFEITO

 

Fonte de juventude: O chocolate é rico em antioxidantes, que nos protegem do envelhecimento causado pelos radicais livres.

 

Alivia dores: A Universidade de Chicago, nos Estados Unidos, sugere que ingerir chocolate pode aliviar dores. Isto porque a distração e o prazer de comer ou beber chocolate é um analgésico natural.

 

Combate o desgaste físico: Cientistas da Universidade do Texas, nos Estados Unidos, concluíram que leite com chocolate é a melhor bebida para se recuperar da atividade física, devido aos hidratos e proteínas da mistura.

 

Diminui o stress: Algumas teorias defendem que o consumo de chocolate é capaz de aumentar a produção da endorfina e da dopamina, que favorecem o relaxamento e a sensação de bem-estar.

 

Combate o cancro do intestino: Pesquisadores da Universidade de Georgetown, nos Estados Unidos, divulgaram em 2008 que o chocolate pode ajudar a combater o cancro do intestino. Isso porque algumas moléculas presentes no cacau, chamadas de procianidinas, possuem propriedades antioxidantes, que servem para proteger as células das degenerações do tumor.

 

Melhora o fluxo arterial: O consumo do chocolate amargo melhora o fluxo arterial e faz bem à saúde cardiovascular, por diminuir a tendência de coagulação das plaquetas e de obstrução dos vasos sanguíneos.

 

VEJA TAMBÉM: VÍDEO: COMO FAZER TARTE DE CHOCOLATE VEGAN

 

Diminui o colesterol: O chocolate amargo ajuda a diminuir os níveis de LDL, também chamado de colesterol ruim.

 

Protege o cérebro: Segundo um estudo da Universidade John Hopkins, nos Estados Unidos, o chocolate amargo pode reduzir os danos cerebrais após um acidente vascular cerebral. Os cientistas descobriram que um composto chamado epicatequina protege as células nervosas.

 

Reduz a probabilidade de problemas cardíacos: Pessoas que sobreviveram a ataques cardíacos e que comem chocolate, podem reduzir o risco de novos problemas do coração, segundo pesquisa realizada na Suécia. Os testes mostraram que comer chocolate duas vezes por semana resultou em 66% menos probabilidades de morrer de doença cardíaca e uma vez por semana reduziu o risco quase pela metade.

 

Funciona como anti-inflamatório: O chocolate meio amargo é rico em flavonóides, componentes que destroem os radicais livres que causam a inflamação. Assim, consumir dois quadrados por dia, diminui inflamações crónicas, consideradas as principais responsáveis por doenças como a diabetes, o Alzheimer ou ataques de coração.

 

Aumenta a esperança média de vida: O cacau tem quase duas vezes mais antioxidantes do que o vinho tinto e três vezes mais do que o chá verde, retardando o envelhecimento de todo o nosso corpo.

 

Previne derrames: Os grãos de cacau têm substâncias que ajudam a manter o sangue fino e as artérias limpas, melhorando a irrigação sanguínea no cérebro. Assim, quem come quatro pedaços de chocolate pelo menos uma vez por semana, tem 22% menos probabilidade de ser vítima de um acidente vascular cerebral.

 

Artigo anterior

DECO estende atendimento a consumidores surdos com serviço de serviço de vídeo-interpretação

Próximo artigo

A verdade sobre a mentira revelada pela ciência