Home»GLAMOUR»BELEZA»Os benefícios da massagem modeladora para a redução de volume

Os benefícios da massagem modeladora para a redução de volume

Esta massagem modeladora recorre à utilização de rolos com ventosas e é especialmente indicada para quem tem gordura acumulada nas zonas do abdómen, glúteos, culote, coxa e braços.

Pinterest Google+
PUB

Não há ninguém que no fim de um dia cansativo não anseie por uma massagem relaxante, que expulse do seu corpo qualquer ínfimo traço de stress. Contudo, este não é o único benefício que pode retirar de uma massagem.

 

Porque não desfrutar dos infindáveis benefícios que uma massagem pode ter, principalmente ao nível da redução de volume, numa época em que o seu corpo fica mais exposto?

 

Para tal, sugerimos uma massagem modeladora, realizada com movimentos vigorosos e rápidos, que aliados a bastante pressão vai atingir as camadas mais profundas da pele e assim possibilitar a perda localizada de gordura.

 

Esta massagem modeladora recorre à utilização de rolos com ventosas e é especialmente indicada para quem tem gordura acumulada nas zonas do abdómen, glúteos, culote, coxa e braços.

 

VEJA TAMBÉM: ESTRATÉGIA INTEGRADA PARA ACABAR COM A CELULITE ANTES DO VERÃO

 

A utilização de cremes

Para potencializar a sua ação, são aplicados durante a massagem cremes termogénicos, cujos ativos redutores são ativados pelo calor e pelos movimentos aplicados pela própria massagem.

 

Para que possa obter melhores resultados, aconselha-se a que equilibre a massagem com exercício físico, pelo menos 3x por semana, e que siga uma alimentação equilibrada e com ingestão diária de água de pelo menos 2l.

 

Pode ainda realizar uma esfoliação prévia à massagem e no fim deixe os cremes termogénicos atuarem cerca de duas horas após a massagem.

 

Pode ainda conciliar a massagem modeladora com outros tratamentos estéticos, como drenagem linfática, cavitação ou radiofrequência.

 

Ainda que seja um procedimento seguro, este tipo de massagem modeladora não é aconselhado a grávidas, uma vez que os movimentos vigorosos podem acelerar ou induzir as contrações. Não recomendamos igualmente a pessoas que sofram de doenças como cancro, dermatite, trombose ou febre alta.

 

Artigo anterior

Garum: molho de peixe da época romana volta a ser produzido em Tróia 15 séculos depois

Próximo artigo

Cabo Espichel procura novo inquilino para os próximos 50 anos