Home»BEM-ESTAR»CORPO»Os alongamentos podem provocar dores nas costas?

Os alongamentos podem provocar dores nas costas?

Sim, podem fazer, se não forem realizados de forma adequada e equilibrada. Se forem realizados aleatória e excessivamente.

Pinterest Google+

Nas últimas crónicas, tenho-me referido ao estudo levado a cabo por 4,9 anos, com 4610 adultos entre os 20 e os 81 anos, que concluiu que, entre as atividades mais relacionadas com lombalgia, ou dores na zona lombar, estão as máquinas de ginásio e os alongamentos. Entre os menos lesivos, estão os exercícios com pesos livres, os calisténicos e as aulas de flexibilidade.

 

Ora, à primeira vista, parece que estamos perante algo que não faz muito sentido, certo? Como é que os alongamentos podem estar associados a mais lombalgia e as aulas de flexibilidade não?

 

Na minha opinião, de quem já planeou muitas ‘aulas de flexibilidade’, a razão deve-se ao facto de que estas incluem muito trabalho de mobilidade, trabalho respiratório e postural, ou seja, reforço dos músculos de suporte à coluna. Numa chamada ‘aula de flexibilidade’, existe um profissional a planear conscientemente todo o programa, e a corrigir cada aluno em cada postura. Além disso, muitas das chamadas ‘aulas de flexibilidade’ são baseadas em treino de força com o peso do corpo, através de exercícios dinâmicos e isométricos, em que são exploradas grandes amplitudes articulares, geralmente de uma forma ativa e não passiva. Este tipo de trabalho é bastante positivo em termos de melhoria do equilíbrio muscular e postura.

 

Veja também: As posições de yoga e os seus benefícios

 

Pelo que vejo nos ginásios, é normal os alongamentos serem realizados no final do treino de sala de exercício, já com fadiga muscular, pelos próprios alunos, e de forma aleatória e desorganizada, muitas vezes olhando para um quadro genérico com várias posturas.

 

Realizando alongamentos prolongados e mal selecionados, tal como mal-executados, poderá ocorrer tendência a cometer erros e contribuir para o enfraquecimento muscular (diminuição da ativação). Com o passar do tempo, os erros repetem-se inevitavelmente, e a desativação muscular poderá agravar-se, conduzindo a desequilíbrio e sintomas de dor muscular na região lombar (e outras).

 

Por isso, peça sempre ajuda ao professor, sobre a melhor forma de trabalhar a mobilidade articular ou a sua flexibilidade.

Artigo anterior

Quase 1000 atividades assinalam o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios

Próximo artigo

Este ano vá à praia com biquínis ecológicos