Home»FOTOS»Ajude o seu corpo: Os alimentos mais ricos em antioxidantes

Ajude o seu corpo: Os alimentos mais ricos em antioxidantes

De certo já ouviu falar que deve ingerir alimentos antioxidantes para melhorar a sua saúde, bem-estar e também para prolongar a juventude. Estes componentes combatem os radicais livres que causam danos ao organismo por stress oxidativo, que aumenta o risco de doenças várias. Ingerir alimentos ricos em antioxidantes pode ajudar a reduzir esse stress e logo o risco de doenças. Eis os 12 melhores alimentos saudáveis que são ricos em antioxidantes, segundo a plataforma ‘Authorithy Nutrition’.

Pinterest Google+

Chocolate preto – Boas notícias para os apreciadores de chocolate. Mas não é qualquer um, quanto maior o teor de cacau, mais antioxidantes o chocolate contém. Tem até mais do que os mirtilos e as framboesas. Os antioxidantes presentes no chocolate preto têm sido associados a menos inflamação e a fatores de risco reduzidos para doenças cardíacas.

 

Nozes pecan – São ricas em minerais, gorduras saudáveis e antioxidantes. Também ajudam a diminuir o colesterol ‘mau’.

 

Mirtilos – Os mirtilos estão entre as melhores fontes de antioxidantes. São ricos em antocianinas e outros antioxidantes que podem ajudar a reduzir o risco de doença cardíaca e atrasar o declínio da função cerebral que ocorre com a idade.

 

VEJA TAMBÉM: PORQUE DEVE COMER UMA BANANA TODOS OS DIAS? PORQUE O SEU CORAÇÃO AGRADECE

 

Morangos – Que sejam biológicos ou são dos alimentos que mais resíduos de pesticidas têm. Porém, os morangos são ricos em antioxidantes chamados antocianinas, o que pode ajudar a reduzir o risco de doença cardíaca. Os morangos com maior teor de antocianinas tendem a ser mais brilhantes. Também têm muita vitamina C.

 

Alcachofra – As alcachofras são especialmente ricas em antioxidantes conhecidos como ácido clorogénico. Estudos sugerem que os benefícios antioxidantes e anti-inflamatórios do ácido clorogénico podem reduzir o risco de certos tipos de cancro, diabetes tipo 2 e doença cardíaca.

 

Bagas goji – As bagas de Goji são uma rica fonte de antioxidantes, incluindo um tipo único, conhecido como Lycium barbarum polysaccharides. Estes foram associados a um risco reduzido de doença cardíaca e cancro e podem ajudar a combater o envelhecimento da pele.

 

VEJA TAMBÉM: TROCAS (IMPERCETÍVEIS) NA SUA ALIMENTAÇÃO PARA MELHOR

 

Framboesas – As framboesas são nutritivas, deliciosas e repletas de antioxidantes. Como os mirtilos, elas são ricas em antocianinas e têm efeitos anti-inflamatórios no corpo.

 

Couve – É um dos vegetais verdes mais nutritivos do planeta e é rica em vitaminas A, K e C. Também é rica em antioxidantes. Embora a couve seja rica em antioxidantes, as variedades vermelhas podem conter cerca de duas vezes mais destes componentes.

 

Couve roxa – A sua cor vermelha vem do seu teor elevado de antocianinas, um grupo de antioxidantes que foram associados a alguns benefícios impressionantes para a saúde. Reduz a inflamação, protege contra doenças cardíacas e reduz o risco de certos tipos de cancro. Além disso, é uma rica fonte de vitamina C, que atua como um antioxidante no organismo. A vitamina C pode ajudar a fortalecer o sistema imunológico e manter a firmeza da pele.

 

VEJA TAMBÉM: OS MELHORES CHÁS PARA PERDER A BARRIGA

 

Leguminosas – Esta é uma maneira barata de aumentar a sua ingestão antioxidante. Contêm o antioxidante kaempferol, que tem sido associado a benefícios anticancerígenos em estudos em animais.

 

Beterraba – As beterrabas são uma ótima fonte de fibra, potássio, ferro, folato e antioxidantes. Elas contêm um grupo de antioxidantes chamados betalains que foram associados a benefícios impressionantes. Por exemplo, a reduzir a inflamação e a reduzir o risco de cancro colorretal e do trato digestivo.

 

Espinafres – O espinafre é rico em nutrientes, rico em antioxidantes e tem poucas calorias. É também uma das melhores fontes de luteína e zeaxantina, que defendem os olhos dos radicais livres.

 

Artigo anterior

Maio de 2020: o que a numerologia dita para este mês

Próximo artigo

Celulite, a diabólica casca de laranja está de volta