Home»FOTOS»Os 12 diferentes tipos de orgasmo que uma mulher pode ter

Os 12 diferentes tipos de orgasmo que uma mulher pode ter

Varia de mulher para mulher e de fonte para fonte. Mas genericamente concorda-se nos vários tipos de clímax sexual que uma mulher pode experienciar. Conheça-os de seguida. A 31 de julho, assinala-se o Dia Mundial do Orgasmo.

Pinterest Google+
PUB

Orgasmo clitoriano – Com mais de 8000 terminações nervosas, é o caminho mais rápido e acessível para o orgasmo na mulher. Tal como o pénis no homem, o clitóris pode rapidamente ser irrigado por sangue aumentando de tamanho. É o único órgão humano que apenas existe para dar prazer.

 

Orgasmo vaginal – O mais conhecido dos orgasmos faz sentir o clímax de forma mais intensa do que outros tipos, pois confere uma sensação mais profunda de prazer à mulher. O homem pode sentir este orgasmo, pois as paredes vaginais pulsam no momento.

 

Orgasmo anal – Continua como um tabu, mas as mulheres podem sentir um diferente tipo de orgasmo por estimulação anal. Exige alguma preparação, cuidado e lubrificação para que não seja doloroso, mas sim prazeroso.

 

VEJA TAMBÉM: VERÃO ESCALDANTE: SEGREDOS PARA ALCANÇAR O ORGASMO

 

Orgasmo oral – Este acontece com um beijo muito ardente ou ao estimular sexualmente outra pessoa. Tudo depende de quão sensível é sua língua e boca, mas algumas mulheres acham que a sensação de prazer pode viajar pelo corpo e proporcionar verdadeiros orgasmos.

 

Orgasmo por estimulação do ponto G – Semelhante a um orgasmo vaginal, permite ter um orgasmo estritamente vaginal, mas muito mais intenso, e com uma potencial ejaculação feminina. Localiza-se entre 5,1 a 7,6 cm acima da parte anterior) da parede vaginal, entre a abertura vaginal e o canal da uretra. A denominação ponto G foi criada em homenagem ao ginecologista alemão Ernst Gräfenberg, o primeiro médico da atualidade a criar a hipótese da existência de tal área, em 1950.

 

Coregasm (provocado pelo exercício) – De acordo com o livro ‘The Coregasm Workout’, obtendo uma frequência cardíaca e realizando alguns exercícios cardio a nível inferior é possível fazer fluir sangue suficiente para a zona genital que confere um pequeno orgasmo.

 

Orgasmo por estimulação do ponto A – O ponto A refere-se à área profunda na vagina chamada fornix anterior que, quando alcançada durante ou após o sexo, pode desencadear um orgasmo intenso. Uma vez que é profundo no canal vaginal, pode ser difícil de encontrar, bem como o ponto G, mas é considerada uma zona erógena legítima no corpo.

 

Orgasmo combinado – Tão simples quanto um orgasmo que envolve uma mistura de estimulação vaginal e clitoriana. Na verdade, algumas mulheres podem achar que este é o mais agradável de todas as opções e o mais fácil de obter também.

Orgasmo por estimulação dos mamilos – como uma das grandes zonas erógenas femininas, a estimulação mamária antes e durante o sexo, mas também por si só pode ser potenciadora de um orgasmo.

 

Orgasmo por estimulação do ponto U – Este é mais um tipo de orgasmo com nome de letra e ele significa nada mais nada menos do que uretra. Uma vez que a uretra está basicamente no meio da área do clitóris, estimular o ponto U ajuda a desencadear um tipo de orgasmo do clitóris que pode até ser mais intenso.

 

Orgasmo mental – Já ouviu dizer que o cérebro é o maior órgão sexual do ser humano? Pense neste tipo como sexo meditativo. Basta acalmar-se e deixar a sua mente limpa enquanto essencialmente pensa num orgasmo. E pode chegar lá.

 

Orgasmo por estimulação de zonas aleatórias – As não sexuais do corpo, como as coxas internas, a nuca ou a clavícula, podem desencadear orgasmos simplesmente pela sua estimulação.

Artigo anterior

Apetece-lhe este granizado de melancia?

Próximo artigo

World Wellness Weekend 2022 celebrado em mais de 3000 locais