Home»FOTOS»ONU quer o mundo a limpar a poluição gerada pelos plásticos

ONU quer o mundo a limpar a poluição gerada pelos plásticos

Recordar a humanidade de que tem de cuidar do planeta para o bem de todos nós é o objetivo do Dia Mundial do Ambiente, assinalado a 5 de junho desde 1972. Este ano, a ONU quer os olhos postos na poluição gerada pelos plásticos, para que se tomem medidas que revertam um problema que se prevê que duplique nos próximos 15 anos. Conheça ainda os números do impacto dos plásticos no mundo, revelados pela Organização das Nações Unidas.

Pinterest Google+

‘Combater a poluição dos plásticos’ é o tema do Dia Mundial do Ambiente 2018, promovido pela Organização das Nações Unidas. Com recurso à tag #BeatPlasticPollution, a ONU quer o mundo inteiro conciencializado para o problema da poluição dos plásticos e a arregaçar mangas para a limpeza do planeta e para a adoção de práticas diárias menos poluentes.

 

«É uma chamada à ação para todos nos unirmos para combater um dos grandes desafios ambientais do nosso tempo. O tema convida todos nós a considerar como podemos fazer mudanças
nas nossas vidas diárias para reduzir o pesado fardo da poluição de plástico nos nossos espaços naturais, na nossa vida selvagem  e na nossa própria saúde. Apesar de o plástico ter muitos usos valiosos, nós habituámos-nos ao plástico descartável ou de uso único – com consequências ambientais graves. Neste Dia Mundial do Ambiente,  juntamente com parceiros de todos os cantos da sociedade e do mundo, queremos levar consciência e ação inspiradora para formar o movimento global necessário para vencer a poluição de plástico para sempre», revela a organização em comunicado.

 

VEJA TAMBÉM: GARRAFAS DE PLÁSTICO PODEM SER REUTILIZADAS TAL COM AS DE VIDRO

 

Segundo a ONU, 10% da poluição gerada pelos humanos é de produtos de plástico, sendo que metade dos plásticos são utilizados uma única vez. E a disseminação de plástico é de tal ordem que 83% da água potável no mundo contém vestígios de partículas de plástico. Conheça mais factos sobre o impacto dos plásticos no mundo na galeria acima.

 

Ao nível da Europa, já estão a ser tomadas algumas medidas para conter esta poluição. Até 2030, todas as embalagens de plástico no mercado da União Europeia deverão ser recicláveis, o consumo de objetos de plástico descartáveis será reduzido e a utilização intencional de microplásticos será restringida. Estas medidas fazem parte da primeira estratégia para resíduos de materiais plásticos, adotada pela Comissão Europeia a 16 de janeiro de 2018, e que se integra no processo de transição para uma economia mais circular.

 

Os europeus geram, anualmente, 25 milhões de toneladas de resíduos de plástico, das quais menos de 30 % são recolhidas para reciclagem. Os plásticos constituem 85 % do lixo encontrado nas praias de todo o mundo. Os plásticos chegam, inclusivamente, aos pulmões e à mesa de jantar dos cidadãos, sob a forma de microplásticos, que pairam no ar e se encontram na água e nos alimentos, sendo desconhecidas as suas implicações para a saúde.

 

VEJA TAMBÉM: O QUE OS OCEANOS REPRESENTAM PARA A VIDA NA TERRA

Um pouco de história

O ano de 1972 marcou o ponto de viragem no desenvolvimento de políticas ambientais internacionais: a primeira grande conferência sobre questões ambientais, convocada pelas Nações Unidas, realizou-se nesse ano em Estocolmo (Suécia). O objetivo era forjar uma visão comum básica sobre como enfrentar o desafio de preservar e melhorar o meio ambiente humano.

 

Mais tarde, nesse ano, a 15 de dezembro, a Assembleia Geral aprovou uma resolução que designou o dia 5 de junho como Dia Mundial do Meio Ambiente e exortou «Governos e organizações das Nações Unidas a realizar nesse dia, todos os anos, atividades mundiais reafirmando a sua preocupação com a preservação e a melhoria do meio ambiente, visando o aprofundamento da consciencialização ambiental e a busca da determinação expressada na Conferência. A data coincide com o primeiro dia da conferência histórica.

 

Também em 15 de dezembro, a Assembleia Geral aprovou a resolução que levou à criação do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), o órgão especializado em questões ambientais. Desde a primeira celebração, em 1974, o Dia Mundial do Meio Ambiente ajudou o PNUMA a aumentar a consciencialização e gerar impulso político em torno de preocupações crescentes, como o esgotamento da camada de ozono, produtos químicos tóxicos, desertificação e aquecimento global.

Artigo anterior

Formas de ajudar (sempre) o ambiente

Próximo artigo

Dimensões da mente na Ayurveda