Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»ONU lança a primeira ferramenta de inteligência artificial para contabilidade rápida de capital natural

ONU lança a primeira ferramenta de inteligência artificial para contabilidade rápida de capital natural

A nova ferramenta do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente vai tornar mais fácil para os países medirem os seus ecossistemas. Será possível aferir a extensão, condição e serviços fornecidos pelos ecossistemas - como florestas e pântanos – em forma de contas e indicadores físicos e monetários.

Pinterest Google+
PUB

O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) acaba de lançar uma nova ferramenta de inteligência artificial (IA), que vai permitir aos países medirem o seu capital natural, nomeadamente a contribuição da natureza para a prosperidade e bem-estar dos países e das suas populações.

 

A ferramenta, lançada em conjunto com o Centro Basco para Mudança Climática e a Divisão de Estatística do Departamento de Assuntos Económicos e Sociais das Nações Unidas (UN DESA), «pode acelerar amplamente a implementação do novo padrão para valorizar as contribuições da natureza, adotado pela Comissão de Estatística da ONU no mês passado», informa o PNUMA em comunicado.

 

A nova ferramenta digital de código aberto e fácil de usar, chamada ARIES para SEEA Explorer, permite, pela primeira vez, uma contabilidade de ecossistemas rápida, padronizada e personalizável em qualquer lugar da Terra. «O ARIES para SEEA Explorer representa uma mudança de jogo para os governos que desejam implementar o padrão SEEA Ecosystem Accounting recentemente adotado», enfatizou Stefan Schweinfest, diretor da Divisão de Estatística. «Esta aplicação permite que os países deem início à compilação de contas a partir de fontes de dados globais, que eles podem refinar com dados nacionais».

 

VEJA TAMBÉM: QUANTO VALE UMA FLORESTA? ESPANHA DESENVOLVE FERRAMENTA QUE ESTIMA VALOR ECONÓMICO DOS RECURSOS NATURAIS

 

As contas sobre o ecossistema produzidas pelos países rastrearão a extensão, condição e serviços fornecidos pelos ecossistemas – como florestas e pântanos – em forma de contas e indicadores físicos e monetários.

 

A adoção da SEEA Ecossystem Accounting foi anunciada como um passo histórico em frente para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e para ir além do PIB no rastreio do progresso global.

 

Risenga Maluleke, presidente do Comité de Especialistas em Big Data e Ciência de Dados para Estatísticas Oficiais, disse: «O lançamento do ARIES para SEEA Explorer na Plataforma Global da ONU é um passo importante para integrar o medição dos ecossistemas e a sua contribuição para a economia e bem-estar nas estatísticas globais, regionais e domésticas, que irão alimentar as políticas e tomadas de decisão. Melhores medições da natureza contribuirão para melhores políticas para salvar o nosso planeta».

 

Vários países já começaram a usar o ARIES para SEEA Explorer. O Explorer continuará a ser expandido, adicionando a funcionalidade para obter indicadores que permitem avaliar o progresso em direção aos ODS e ao emergente Quadro de Biodiversidade Global pós-2020.

 

VEJA TAMBÉM:

CRESCIMENTO URBANO DISPERSO AMEAÇA ÁREAS PROTEGIDAS DA REDE NATURA 2000

ONU RECORRE À INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL EM NOVO PROJETO DE COMBATE À POLUIÇÃO POR PLÁSTICO

15 ORGANIZAÇÕES INTERNACIONAIS JUNTAM-SE PARA PEDIR O FIM DO DESMATAMENTO DAS FLORESTAS

PORTUGAL NO TOPO DOS PAÍSES EUROPEUS QUE MAIS CAPTURAM TUBARÃO E RAIA

NOVO CATÁLOGO DO ICNF IDENTIFICA 27 ROAZES NO SADO

 

 

Artigo anterior

Os melhores chás para perder a barriga

Próximo artigo

Amadora lança campanha de sensibilização contra violência doméstica