Home»VIDA»DIREITOS HUMANOS»ONU e UE lançam investimento pioneiro para eliminar violência contra as mulheres

ONU e UE lançam investimento pioneiro para eliminar violência contra as mulheres

Segundo António Guterres, o novo fundo de 500 milhões de euros será um investimento pioneiro na igualdade de género. A Spotlight Initiative foi lançada à margem da Assembleia Geral da ONU para combater o flagelo atual: uma em cada três mulheres será vítima de violência ao longo da sua vida.

Pinterest Google+
PUB

A Assembleia Geral das Nações Unidas, a União Europeia, e as Nações Unidas lançaram a Spotlight Initiative, com um investimento total de 500 milhões de euros, para eliminar todas as formas de violência contra as mulheres e raparigas.

 

Esta iniciativa foi oficialmente lançada pela Alta Representante da União Europeia para Política Externa e Segurança e Vice-Presidente da Comissão Europeia, Federica Mogherini, e o Comissário Europeu para a Cooperação Internacional e Desenvolvimento, Neven Mimica, em conjunto com o Secretário-Geral da ONU, António Guterres, e a Subsecretária-Geral da ONU, Amina Mohammed.

 

Veja também: Conheça os vários símbolos da paz no mundo

 

Durante o evento de lançamento, à margem da Assembleia Geral da ONU, que decorreu de 18 a 20 de setembro, em Nova Iorque, EUA, o Secretário-geral da ONU afirmou: «Esta é a dura, mas verdadeira realidade – uma em cada três mulheres será vítima de violência ao longo da sua vida. A violência contra as mulheres destrói vidas e causa um grande sofrimento a todas as gerações. Esta campanha é verdadeiramente histórica».

 

António Guterres acrescentou: «Este fundo é um investimento pioneiro na igualdade de género e na capacitação das mulheres. Quando conseguirmos por a capacitação das mulheres na ribalta (spotlight), o futuro de todos será mais luminoso».

 

Veja também: Especialista revela guia para enfrentar o ódio que se vive hoje em dia

 

Já a Alta Representante da União Europeia para Política Externa e Segurança e Vice-Presidente da Comissão Europeia, Federica Mogherini, sublinhou: «A União europeia está comprometida em combater todas as formas de violência contra as mulheres e raparigas uma vez que fere direitos e valores fundamentais como a dignidade, o acesso à justiça e a igualdade de género. Em primeiro lugar, temos de garantir a segurança das mulheres e raparigas para que possamos trabalhar na sua capacitação».

 

Ao longo dos próximos anos serão implementados programas para eliminar qualquer forma de violência contra as mulheres e raparigas, tal como violência sexual ou de género, tráfico e exploração laboral e violência doméstica. As principais áreas de intervenção incluem o reforço das molduras legislativas e penais, das políticas e das instituições, de medidas preventivas, do acesso a serviços e a melhoria na recolha de dados relativos a África, Ásia, Região do Pacífico e das Caraíbas,

Artigo anterior

Americana tem as unhas mais compridas do mundo

Próximo artigo

Chef francês renuncia às suas três estrelas Michelin