Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»OMS emite alerta para o vírus ‘Zika’ que provoca microcefalia

OMS emite alerta para o vírus ‘Zika’ que provoca microcefalia

OMS pede reforços no atendimento nos serviços neurológicos e de cuidados específicos para recém-nascidos.

Pinterest Google+
PUB

A Organização Mundial da Saúde (OMS) emitiu uma nota aos países-membros, onde expressa a necessidade de reforçar a vigilância contra o vírus Zika que, pela primeira vez, surge associado aos recentes casos de microcefalia.

No comunicado emitido, a OMS faz alguns pedidos, nomeadamente a celeridade no diagnóstico da doença, pede aos pacientes infetados que se isolem e que haja um reforço no atendimento nos serviços neurológicos e de cuidados específicos para recém-nascidos.

 

O vírus em causa é transmitido pelo mosquito ‘Aedes aegypti’ e está fortemente associado a doenças como microcefalia e a síndrome Guillain-Barré, lê-se no site da BBC, que destaca o elevado número de casos ocorridos recentemente no Brasil, país onde esta malformação congénita cerebral aumentou para 1.248 e já atinge 13 Estados.

 

No comunicado, a organização reconheceu oficialmente, pela primeira vez, a relação entre o ‘Zika’ e os casos de microcefalia ao mencionar o estudo do Instituto Evandro Chagas (Brasil), que revelou a presença do vírus num bebé microcéfalo.

 

Segundo uma nota do Portal da Saúde português, de junho passado, em 2015, registou-se a primeira transmissão documentada do vírus Zika fora das áreas endémicas tradicionais (África e Ásia). Pede-se, por isso, prudência aos viajantes que se desloquem às zonas afetadas.

 

Artigo anterior

Novo preservativo de hidrogel tem propriedades anti-VIH

Próximo artigo

Sugestões de presentes para o Natal