Home»BEM-ESTAR»COMPORTAMENTO»O segredo do sucesso

O segredo do sucesso

Pinterest Google+

É frequente ouvirmos as pessoas a reclamarem da sua condição, da sua vida, do marido, dos filhos, do patrão, do governo, enfim, de quase tudo. Menos frequente, mas ainda assim frequente, é haver nestes meandros alguém um pouco mais optimista e que faz os possíveis para contrariar o pessimismo generalizado. Eu próprio, sendo um optimista nato, já dei várias vezes para esse peditório.

 

Ora, se há coisas que a idade nos ensina é que é difícil, se não impossível, mudar algo ou alguém que não quer realmente ser mudado. Por vezes, até encontro pessoas que dizem querer mudar algo na sua vida e que até estão conscientemente convencidas a fazê-lo e contudo, no fim, acabam por ficar onde e como estão.

 

 

Posto isto, a questão que me assolou durante bastante tempo era: porquê? Como pode alguém reconhecer que a sua vida, ou alguma área dela, está longe de estar como gostaria e nada fazer?
Por outro lado, ao conhecer pessoas opostas, ou seja, felizes e realizadas com as suas vidas, reparei que eram flexíveis, adaptáveis e muito propensas à mudança sempre que esta se justificasse e fosse o melhor para os seus interesses e daqueles que as rodeiam. Outra coisa que reparei também foi que estas pessoas felizes e realizadas não eram particularmente diferentes das outras em termos de características físicas ou mesmo intelectuais. Por outras palavras, as pessoas realizadas que conheço não são necessariamente mais inteligentes (seja lá o que isso for) ou dotadas do que as outras. Então o que as diferencia?

 

Uma coisa que a PNL nos ensina é que o nosso cérebro, à semelhança de um computador, usa programas para executar as tarefas que pretende executar, principalmente as tarefas rotineiras que dispensam uma nova aprendizagem todos os dias. Claro que muitos destes programas são úteis e até essenciais. Seria pouco produtivo para o cérebro ter que criar um programa novo todos os dias para lavar os dentes, tomar banho ou secar o cabelo e, por isso, inteligentemente recorremos a esses programas constantemente.

Artigo anterior

Lisboa eleita ‘Best City or Short Break Destination’

Próximo artigo

As consequências de uma má alimentação