Home»ATUALIDADE»ESPECIALISTAS»O segredo de um casamento feliz

O segredo de um casamento feliz

O isolamento social que esta pandemia trouxe consigo traduziu-se num exame minucioso à qualidade da relação do casal. Se antes conviviam com outras pessoas e o tempo que passavam juntos se reduzia a uns pares de horas, com o isolamento passaram os dois a estarem fechados em casa, 24 sobre 24 horas, enfrentando assim, uma proximidade verdadeiramente forçada, criando verdadeiros desafios ao relacionamento.

Pinterest Google+

Não há receitas certas para amar. Amar é um dar e pedir amor sem fim. O amor nunca está satisfeito, nunca enche a medida, nunca farta. Todos os dias o amor alimenta-se. Viver a dois é uma arte. Pressupõe um conjunto de competências associadas, a que designo de etiqueta do casamento, composta por 7 princípios que urge colocar em prática no novo mundo. O primeiro é não esperar do outro o que ele não pode dar. A responsabilidade de ser feliz é de cada um.  Por isso nada de formular expectativas irrealistas.

 

Capacidade de lidar com divergências sem ter de discutir, no sentido geral do temo, sem fazer uma verdadeira guerra, é outro princípio. Basicamente numa linguagem simples, respeitar o outro. As discussões são inevitáveis, claro, o objetivo é ter em mente que nas discussões o objetivo é resolver o que as originou e não as ganhar. Promover consensos é outro princípio. Ter um grau elevado de disponibilidade para fazer consensos, conseguindo soluções que satisfazem ambas as partes.

 

Uma comunicação clara, objetiva e empática é sem dúvida um outro princípio. A capacidade de se colocar no lugar do outro reduz os conflitos e torna o ambiente mais harmonioso e saudável. É difícil para qualquer ser humano adivinhar as necessidades do outro. Podemos tentar inferir ou até mesmo antecipar, mas haverá sempre alguma margem de erro. Por isso, não se iniba de comunicar, de dizer o que sente, de partilhar. É a comunicação que liga as pessoas, não se esqueça disso.

 

A capacidade para perdoar e pedir perdão é um outro aspeto fundamental. Não há problema em errar. Mas é fundamental aprender a pedir desculpas, manter a conexão emocional e a empatia com o parceiro.

 

Um outro aspeto importante é o foco nas coisas positivas do outro. Depois da fase da paixão, existe o erro de se focar naquilo que o parceiro precisa de mudar. Em vez disso foque-se naquilo que ele é verdadeiramente bom, especial.

 

Por último foque-se também em si. Não seja dependente e carente do outro. O outro completa a sua felicidade, não o faz feliz. Depender do outro para ser feliz faz com que se sinta incompleto e perdido sem a presença do outro e isso não é amor. Aprecie estar consigo e valorize a sua companhia. Enquanto não o fizer, será difícil usufruir verdadeiramente e genuinamente da companhia do outro.

 

Agora que está na posse do verdadeiro segredo do casamento feliz, tem o poder de fazer do segredo realidade.

Comece já hoje!

 

Artigo anterior

Os nove passos a ter em conta na hora de cuidar das mãos e unhas

Próximo artigo

Soluções naturais que despertam a líbido