Home»S-Vida»O São Martinho aproxima-se: descubra onde melhor o festejar

O São Martinho aproxima-se: descubra onde melhor o festejar

Como os portugueses gostam de dizer, no dia de São Martinho “comem-se as castanhas e prova-se o vinho”. Se é fã das tradições do magusto em Portugal, existem sítios que não pode mesmo deixar de conhecer.

Pinterest Google+
PUB

«Se o inverno não erra o caminho, tê-lo-ei pelo São Martinho», segundo dizem os populares. Embora o São Martinho chegue a 11 de novembro, é bastante comum ouvirmos falar do tão famoso verão de São Martinho: por três dias o céu enche-se de sol e, nessa ocasião, o que de melhor pode fazer além de passear? A momondo apresenta-lhe quatro localidades de Portugal onde o Magusto é celebrado com diversas tradições que merecem a sua visita.

 

Portimão

A Feira de São Martinho de Portimão remonta a 1662 e é o mais antigo evento popular da localidade. Aqui poderá encontrar de tudo, desde brinquedos a produtos agroalimentares, passando por calçado e bijutarias – sem nunca esquecer as tradicionais castanhas assadas. Para se divertir ao ar livre poderá contar com jogos de sorte, carrinhos de choque e outros divertimentos que certamente farão as delícias de miúdos e graúdos.

 

Já que está em Portimão, aproveite para conhecer a Praia da Rocha ou os Passadiços do Alvor, que ao longo de 3 quilómetros unem as praias dos Três Irmãos à Ria de Alvor.

 

Veja também: Das romãs às castanhas: porque deve optar pelos alimentos da estação

 

Açor

A exposição gastronómica Artes de Sabores da Maúnça celebra-se anualmente na aldeia do Açor e é o local ideal para festejar a chegada da castanha! Com bolos típicos denominados de miaus, uma chanfana e o feijão com couve, este festival gastronómico tem tudo o que é preciso para ser um evento único.

 

A Serra do Açor, sendo a quinta mais alta de Portugal continental, acompanha-se das Aldeias do Xisto que seguramente deverá visitar. Surpreenda-se com a descoberta de percursos pedestres, praias fluviais e aldeias de montanha.

 

Vila do Conde

São várias as regiões do Minho em que a matança do porco se acompanha por um grande magusto, porém em Vila do Conde a tradição é outra: aqui um prato de castanhas é acompanhado de roscas de pão de trigo e nozes.

 

Durante o outono, o Rio Ave e a zona ribeirinha ainda acolhem diversas caminhadas e corridas ao longo dos seus passeios cobertos de folhas cor de laranja e estaladiças. Não deixe de passar na Praça da República, uma das mais movimentadas da cidade, e de visitar a Igreja e Convento de Santa Clara, a Casa dos Vasconcelos ou o Aqueduto.

 

Veja também: São Martinho: mitos e lendas da época da jeropiga e castanha assada

 

Vila Viçosa

Um pouco mais tarde no ano, o Magusto da Velha, em Vila Viçosa, iniciou-se no ano de 1698 e comemora-se no dia 26 de dezembro. Segundo a lenda, uma velha deixou um grande legado à Igreja da Vila do Porco e, em troca, todos os anos seria feita uma festa em sua honra. Com os sinos a tocar, 150 quilos de castanhas são atirados do cimo do campanário da igreja; novos e velhos correm na expectativa de conseguirem encher as abadas de castanhas e 150 litros de vinho tinto ajudam a brindar à velha.

 

Uma visita ao Castelo poderá incluir um passeio pelo Museu da Caça ou da Arqueologia, onde poderá encontrar peças arqueológicas de diversas épocas, artefactos arqueológicos da coleção pessoal do rei D. Luís I e uma estátua de marmórea da antiga Callipole.

 

Cada celebração é realizada à medida da sua localidade e todas elas têm o seu encanto. Afinal, no dia de São Martinho, com duas castanhas se faz um magustinho.

 

Artigo anterior

Vamos comer urtigas?

Próximo artigo

Determinação, o melhor amigo da dieta