Home»VIDA»ALTERNATIVAS»O que estudam as previsões astrológicas?

O que estudam as previsões astrológicas?

As previsões astrológicas estudam o desenvolvimento da vida e personalidade de uma pessoa, tomando sempre por base o mapa natal. Analisam também o momento evolutivo em que nos encontramos no percurso das nossas vidas.

Pinterest Google+

Objetivo da interpretação nas previsões

  • Indicar o tipo de experiências pelas quais uma pessoa estará a passar num dado período da vida.
  • Indicar as necessidades do momento em questão, quais as tarefas a serem executadas.

Métodos de previsão mais usados

  • Progressões
  • Trânsitos
  • Revolução solar
  • Ciclos planetários

 

Progressões/Definição Técnica

Direções:

  • Direções = o mesmo que progressões
  • Direções/progressões

 

Em que se baseiam

  • Conforme já sabem, a cada dia a Terra avança 1° do zodíaco na sua revolução anual em torno do Sol; ao mesmo tempo, no seu movimento de rotação a Terra percorre totalmente esse mesmo zodíaco. Ou seja, em 1 dia, por rotação (=girando em torno de seu próprio eixo), ela percorre o zodíaco que, por translação em torno do Sol, leva 1 ano para percorrer.
  • Dessa forma, cada dia da Terra pode ser visto como simbolicamente equivalente a 1 ano de vida do indivíduo
  • Daí a fórmula original 1 dia = 1 ano.

Repare ainda:

  • A progressão é baseada no movimento de rotação da Terra (= a terra evoluindo em torno de si mesma…); as progressões, de facto, falam de uma relação evolutiva Eu x Eu
  • Portanto, ela implica uma autorreflexão.

 

Direções primárias

  • Também 1 dia equivalente a 1 ano de vida do indivíduo
  • Só que o cálculo é diferente, pois as posições, dia a dia, são calculadas em intervalos de 4 em 4 minutos de tempo (relembrar: 4 minutos de tempo equivalem a 1° de arco)
  • Dependendo da latitude do lugar de nascimento, haverá signos de ascensão mais rápida que outros (=ascensão em direção ao MC)
  • Primárias, porque baseadas no primeiro movimento completo da Terra em torno do zodíaco, para um lugar específico de nascimento.

 

Direções secundárias

  • Baseadas no movimento diário real dos planetas ao longo da eclítica
  • 1 dia corresponde a 1 ano de vida do indivíduo

 

Simbólicas stricto sensu

  • 1 grau=1ano – Nesta falamos de arco solar (tudo anda 1° no arco solar=faixa+planetas)

 

Trânsitos

  • O céu sob o qual nascemos, numa visão imobilizada, constitui o nosso mapa natal. O mapa nada mais é que a visão do céu no instante do nosso nascimento, imobilizada numa representação simbólica. O normal, o natural dos astros, entretanto, é transitarem, caminharem pelo céu, sem cessar.
  • Depois que nascemos, esses mesmos astros continuam a deslocarem-se no céu, continuam a transitar sobre nós. Interpretar um trânsito significa interpretar a passagem dos astros em movimento por pontos importantes do nosso mapa natal.
  • Os trânsitos indicam as situações que o indivíduo terá de experimentar num dado período da vida, e representam a disposição do indivíduo em relação ao mundo externo onde tais situações ocorrem (disposição EU-MUNDO)
  • Os trânsitos oferecem, na realidade, situações-laboratório através das quais poderemos trabalhar as partes que em nós precisam ser modificadas, momento a momento, da nossa existência.

 

Assim, cada fase da vida possui, implícita, uma tarefa específica a ser enfrentada e cumprida da melhor maneira que pudermos. Daí que os factos importarão sempre menos do que o exercício existencial vivenciado através deles.

Progressão = disposição EU x EU

Trânsito = Disposição EU x MUNDO

Trânsitos e progressões = sempre uma disposição do indivíduo, fruto de uma interação.

Trânsitos = dão conta de como está a relação eu-mundo externo. Falam do tempo externo.

Artigo anterior

Feijoada de choco: saudável e reconfortante

Próximo artigo

Estratégias nutricionais para aliviar a ansiedade