Home»BEM-ESTAR»CORPO»O que é a naturopatia?

O que é a naturopatia?

Todas as nossas funções fisiológicas e bioquímicas produzem-se por reações químicas, que ocorrem no corpo.

Pinterest Google+

Existe uma ordem natural, aplicada aos sistemas humanos, para que o corpo se renove e preserve a saúde e o equilíbrio da matéria e da energia. Todas as nossas funções fisiológicas e bioquímicas produzem-se por reações químicas que ocorrem no corpo. Assim, os processos de renovação do D.N.A. são responsáveis pela renovação celular e pelo oxigénio que produzimos.

 

A naturopatia é uma área da Medicina Tradicional (natural), que visa manter, ou restabelecer, o equilíbrio das funções orgânicas, a desintoxicação, a vitalização do corpo e da mente através dos agentes naturais e utiliza várias práticas de tratamento de forma a fazermos uso dos bens que a natureza possui, (1).

 

Para isso recorremos aos minerais nela existentes, através da cura pela terra, (oligoelementos, sol), aliada a uma boa prática de consumo de água, (hidro).

–  A água (elemento condutor) que ingerimos, e da qual é composta a maior parte do organismo vivo humano, é vital para que os micronutrientes alcancem o lugar correto no corpo, atraídos pelos campos electro – magnéticos do nosso sistema cristalino.

 

–  A terapia (therapeuo), tratamento, através da reorganização alimentar, o qual tem em conta o acerto do relógio biológico (2) (nutrição biológica ou nutrição funcional).

 

A nossa relação com o alimento é feita através dos campos energéticos do sistema humano e da substância que estamos a ingerir, isto é, o corpo é um laboratório que produz enzimas e é nelas que reside o poder da vida. As enzimas são proteínas vivas que levam a força vital para os nossos processos bioquímicos e metabólicos básicos, através de uma boa assimilação dos nutrientes e minerais dos alimentos.

 

Sendo a naturopatia uma prática de saúde integral, ela combina técnicas e métodos científicos e empíricos, modernos e tradicionais, através da Naturologia Clínica, que faz a avaliação em consultório, para o acerto do relógio biológico de cada indivíduo. Por isso, tem de ser focada na individualidade bioquímica, porque a interação da nossa genética única, da nossa alimentação e dos elementos ambientais, modulam os nossos genes.

 

–  O tratamento é centrado no ser (paciente), onde o indivíduo é abordado como um todo (holos), um conjunto de sistemas que se inter-relacionam e que são sujeitos aos fatores ambientais, emocionais, atividade física e hábitos de vida. Ao termos em conta o equilíbrio nutricional e a biodisponibilidade de nutrientes, adequados ao bom funcionamento do corpo, estamos a possibilitar o caminho para uma boa absorção e aproveitamento pelas células, restaurando e ou preservando a qualidade de vida.

 

– Relação e interligação em teia, dos fatores fisiológicos, onde todas as funções do corpo estão interligadas. Se houver disfunções dos sistemas, ocorre a doença.

 

– A saúde com vitalidade positiva, porque saúde não é apenas a ausência de doença, mas sim o resultado de diversas relações entre os sistemas orgânicos (sintomas físicos, mentais, emocionais), que podem estar na base do desequilíbrio que gera a doença. Pode-se mesmo afirmar que o maior objetivo e actuação da Naturopatia é através do “Vix Medicatrix  Naturae” (3).

 

– Ela é preventiva, curativa e educativa ao desempenhar um papel relevante na redução do risco de doenças crónicas, degenerativas e desequilíbrios corpo-mente-espírito.

Tudo isto com uma nova forma de pensar a saúde, (4), através de um perfeito equilíbrio da homeostase (5) do corpo.

 

Todo o ser humano, seja qual for a sua idade, precisa de cuidados de saúde exigentes, eficientes e intensamente vocacionados para cada caso específico.  O meu compromisso como profissional é tratá-lo(a) com todo o cuidado e atenção.

 

(1) (Michaellis, dicionário) na.tu.ro.pa.ti.a – Sistema terapêutico em que se utilizam não drogas, mas simplesmente os meios naturais, como a luz, a água, o ar, o calor etc
(2) (Jean Jacques d’Ortous de Marian, em 1729) Relógio biológico é a denominação dada a todo e qualquer processo periódico atrelado a um ser vivo ou a um grupo destes que, dotado de um período razoavelmente preciso, faz-se de forma bem sincronizada com um relógio físico tradicional. O comportamento cíclico de processos biológicos e aspetos relacionados são estudados pela cronobiologia.
(3) (Hipócrates), pai da medicina, a saúde pela natureza/Vis medicatrix naturae implica na existência de meios aptos a operarem corretivamente logo que o estado normal do organismo é perturbado.
(4) (OMS), “Saúde é o completo estado de bem – estar físico, emocional, mental, cultural, social, ambiental e espiritual” Portugal/. NOV 22 2015/LEI 45/2003, LEI 71/2013, TNC.
(5) (Fisiologista francês Claude Bernard), Homeostasia ou homeostase, a capacidade de sustentar a vida dos fluidos do corpo humano é afetada por todo um leque de fatores, como a temperatura, a salinidade, o pH, ou as concentrações de nutrientes, como a glicose, vários íons, oxigênio, e resíduos, como o dióxido de carbono e a ureia. Dado que estes fatores afetam as reações químicas que mantêm o corpo vivo, este inclui mecanismos fisiológicos para os manter dentro dos limites desejáveis.
Artigo anterior

Trate da sua pele com leite de burra

Próximo artigo

Junho de 2020: o que a numerologia dita para este mês