Home»VIDA»ALTERNATIVAS»O que ditam os astros para o ano de 2019

O que ditam os astros para o ano de 2019

Marte é o planeta regente de 2019 e vai trazer para o nosso quotidiano a ousadia e a coragem, mas também a impaciência e a violência. Conheça as linhas mestras do ano que se aproxima e que nos vão influenciar a todos segundo as previsões de Isabel Guimarães, astróloga e presidente da Associação Portuguesa de Astrologia.

Pinterest Google+

Vivemos o ano de Júpiter até novembro, no signo de Escorpião, marcado por exageros, onde as energias tanto boas quanto negativas foram potencializadas. Em relação a questões financeiras, o descuido com os gastos excessivos marcou 2018. No amor, os casais que apenas estavam juntos por interesse e acomodação caminharam para um término. Na área da saúde, muitos foram afetados pela dificuldade em manter a dieta e controlar o peso e muitas descobertas foram feitas na área da investigação e pesquisa.

 

No ano de 2019, o planeta regente pode afetar as mais diversas áreas da nossa vida. Marte é o planeta do desejo, que traz para o nosso quotidiano a ousadia e a coragem, mas também a impaciência e a violência. A energia de Marte abre caminhos para consolidar planos e atingir objetivos com metas determinadas. Pode atrair questões relativas à competitividade e conquista, o que pode levar a um coletivo mais direcionado para a ambição ou conflitos.

 

VEJA TAMBÉM: PREVISÕES ASTROLÓGICAS PARA O MÊS DE JANEIRO DE 2019

 

Assim, o planeta regente de 2019 traz energia que motiva a liderança e a coragem. E, por isso, o ano regido por esse planeta costuma intensificar desejos intensos. Além disso, por ser um ano movido por questões relativas à luta, à conquista, existem fortes possibilidades de países serem (re)conquistados ou dominados.

 

O dia do regente do ano é a terça-feira, havendo uma tendência para neste dia enfrentarmos desafios e darmos mais foco às competições, criando um cenário favorável à paixão e ao desejo. Mas é favorável para aqueles que não encontram soluções criarem conflitos, intensificando as discussões.

 

VEJA TAMBÉM: O DIA EM QUE NASCEU DIZ MUITO SOBRE SI

 

Na mitologia grega, Marte é o deus da guerra e ao invés de resolver provavelmente os conflitos tornam-se demasiado intensos. Os signos deste planeta referem-se a Carneiro e coregente de Escorpião, pertencendo ao elemento fogo e água pela corregência, trazendo a impulsividade, energia, coragem e determinação, mas também a intensidade emocional.

 

O signo de Carneiro é o signo da primavera, pedindo o renascimento, a iniciativa, a vontade de ir mais além, de forma pioneira. Até março deste ano, Úrano ainda mantém a rota no signo de Carneiro orientando-nos para uma última oportunidade, sendo a próxima daqui a 84 anos, de modo a libertar-nos das amarras do passado, e tentando nos ligar a grupos ao qual se identifica e faz crescer a sua vida e a dos outros.

 

VEJA TAMBÉM: OS CASAIS MAIS COMPATÍVEIS DO ZODÍACO

 

Este ano é definido pela carreira, obtendo a energia necessária para encarar as coisas como um desafio, estando apto a conquistar prestígio e popularidade e estar sempre à frente com estilo. Na sociedade podemos esperar momentos bem difíceis de negociações entre governantes de países, levando a conquistas desmedidas, e a repetições de um passado que nos traz à memória a dor e a violência.

 

Poderá haver a intensificação de violência bem como conquistas desmedidas. No entanto, também poderá ser um ano marcado por grandes obras de realização pioneiras, trazendo a capacidade de estratégia e cooperação, num novo renascer.

 

Nota: fique atento que vamos dar brevemente as previsões para os 12 signos do zodíaco.

 

Artigo anterior

Húmus de beterraba: como fazer esta pasta rica em antioxidantes (vídeo)

Próximo artigo

Batido detox de beterraba: porque o deve incluir na sua alimentação