Home»ATUALIDADE»EDITORIAL»O nosso corpo, a nossa solução

O nosso corpo, a nossa solução

A abordagem integral, holística do ser humano permite-nos uma visão ampla da vida e de como tudo está interligado. Compreender isto é meio caminho andado para encontrar soluções que, por vezes, podem ser simples.

Pinterest Google+

Recentemente, numa entrevista a Rute Caldeira, professora de meditação e orientadora de uma sessão de meditação para milhares de pessoas no Wanderlust, o primeiro triatlo de mindfull no mundo a ter lugar em Lisboa, e em mais 60 cidades do mundo, no próximo dia 8 de outubro, ela dizia: «O nosso corpo é a maior farmácia topo de gama que existe».

 

De facto, não é a primeira vez que oiço isto. O nosso corpo tem mecanismos de regulação que, se não forem levados ao limite do esforço, conseguem manter-nos em equilíbrio durante muito e muito tempo.

 

Rute Caldeira explica nesta entrevista: «O nosso cérebro regula tudo, e a partir da meditação nós gravamos novas assinaturas mentais (…) Isto leva a que comecemos a produzir nas doses certas tudo o que precisamos para ser seres felizes e saudáveis: Dopamina e serotonina: a primeira ajuda a melhorar o nosso humor, a segunda funciona como um antidepressivo natural; Melatonina: regula o nosso sono, permitindo que este seja reparador e profundo; e Endorfina: considerada um analgésico natural que reduz stress e ansiedade».

 

A visão holística do corpo faz todo o sentido. Felizmente que a sociedade ocidental deixou de estar alheada desta realidade e cada vez mais as pessoas percebem que é necessário uma mente sã e não só um corpo são para estarem saudáveis.

 

Também não há muito tempo, o osteopata João Paulo Silva explicava-nos que somos uma máquina toda interligada. Por exemplo, uma má oclusão da boca pode provocar graves problemas nas costas e o desequilíbrio numa parte do corpo pode ter origem noutra oposta.

 

Estes bons ventos que nos chegam do oriente já há muito que são praticados por lá. E o certo é que quem por cá pratica ou é alvo deste tipo de sabedoria confirma os seus efeitos benéficos no organismo e na vida, na sua plenitude.

 

Seja a fazer yoga, meditação, corrida, massagens, osteopatia, ginásio… tudo o que beneficia o corpo e a alivia a mente só pode ter influência positiva e gerar bem-estar. Por isso, não descure nem uma e nem a outra parte. Não cuide só do físico e não cuide só da mente. Ambas as dimensões fazem de si o que é e ambas merecem ser cuidadas. Conforme melhor lhe aprouver. Boa semana.

 

Artigo anterior

Previsões astrológicas para o mês de outubro de 2017

Próximo artigo

Como prevenir as doenças cardiovasculares