Home»ATUALIDADE»ESPECIALISTAS»O mundo cabe numa maça

O mundo cabe numa maça

Desde a antiguidade, a maçã é um alimento com uma conotação simbólica na vida da humanidade. É considerada pelos sábios um alimento que equilibra os filtros do corpo (baço, pâncreas e pulmão).

Pinterest Google+
PUB

Faz parte de histórias e lendas diversas onde a maçã é a personificação da criação, da transcendência, do conhecimento, do feminino, da fertilidade, da sensualidade, da juventude, do amor, da traição, do sonho, da mudança, da relatividade, da imortalidade, da sabedoria e poder divino.

 

É o fruto proibido que “Eva deu a Adão” no episódio bíblico do livro da “Génesis” e que mudou a história do mundo cristão.

A maçã que “Guilherme Tell” usou para demonstrar o seu poder de pontaria no uso da besta. A maçã que “Isaac Newton” usou para criar a lei gravitacional.

A maçã que a bruxa deu à “Branca de Neve” para ser soberana de um reinado que não lhe pertencia.

A maçã do pintor “René Magritte”, usada pelos Beatles como imagem de sucesso da sua geração musical.

A maçã da geração tecnológica que a “Apple” usou como imagem de evolução.

A maçã que o matemático e filósofo “Pitágoras” usou para desenhar o pentagrama, uma estrela de cinco elementos que simboliza a composição do homem; fogo, água, ar, terra e o espírito.

 

VEJA TAMBÉM: MAÇAS, CHÁ E MODERAÇÃO: OS TRÊS INGREDIENTES PARA UMA VIDA LONGA

 

A maçã que tem no seu núcleo as cinco sementes que formam uma estrela de cinco pontas, o pentagrama usado no desenho do “Homem Vitruviano”, criado por “Leonardo Da Vinci”, (pentagrama dentro do círculo) e que representa as proporções perfeitas (proporção áurea), o alinhamento entre o homem e o universo, entre a vida terrena e o espiritual.

 

A “Pyrus Malus” nasceu há milhares de anos na Ásia Ocidental, é o fruto comestível da macieira, possui forma arredondada, uma polpa crocante e consistente, suave, de natureza fresca e sabor ácido/doce. É considerada pelos sábios um alimento que equilibra os filtros do corpo (baço, pâncreas e pulmão).

 

Na realidade, ela possui os cinco sabores (doce, amargo, ácido, umami e azedo) e através deles harmoniza o corpo, alinhado com as cinco sementes guardadas no seu ventre.

 

Ao cortarmos uma maçã ao meio no sentido horizontal (natureza e luz), entramos em sincronização com os elementos divinos ou a proporção áurea, destacada no desenho de “Da Vinci”, o número de ouro de estruturas perfeitas que incorporam a beleza, a ordem divina e o símbolo da iluminação, como o centro místico do universo.

 

Mas quando a cortamos no sentido vertical (vértice, o eixo ou núcleo da célula), vamos ao encontro do seu poder feminino e sensual. A forma das sementes cortadas neste sentido, assemelham-se com a vulva da mulher. Assumindo assim, o poder da virtude, da fertilidade, da criação da vida e da origem da humanidade.

Este alimento divino, assume em qualquer circunstância uma organização natural na forma como age sobre o nosso metabolismo funcional. Tem o poder de limpar o corpo e desintoxicar, sobretudo quando se bebe um pouco de álcool a mais.

 

Produz líquidos orgânicos e diminui o calor interno e a sede. É rica em pectina que, associada aos sais biliares, ajuda a reduzir o colesterol. É a fruta ideal para quem tem cálculos biliares.

 

Se comermos a maçã cozida, auxilia o intestino e a digestão. É muito usada em qualquer regime de emagrecimento, porque a sua pectina reduz as gorduras e o seu potássio em grande concentração faz aumentar a diurese.

 

Se queremos desintoxicar o corpo enquanto dormimos, devemos comer uma maçã (sem casca) antes de dormir. A meio da manhã ou da tarde é preciso comer uma maçã cozida em água com um pau de canela, com uma colher de sopa de mel (4 maçãs) e uma casca de limão.

 

Se sentirmos frio ou fome, devemos comer uma maçã assada, quentinha, porque aumenta o calor criando ação termogénica. Mas se tivermos desejo de um doce, se o corpo estiver em fase de gula experimenta colocar um quadrado de chocolate amargo dentro do buraco de uma maçã, sem o caroço, e leva-a a assar…

 

Comer uma maçã, é um ato de amor entre nós e a natureza, entre o divino e o terreno. Deves comer com os olhos fechados, com os sentidos apurados; com gula e prazer, e deixa-te invadir pelo sabor, pelo aroma e pelo sentir do teu corpo em plena festa da vida!

 

Adaptação do texto original “A Maçã e o Detox”, do livro “Crónicas de Bem Viver”, da autora, editado em 2017.

Artigo anterior

Com o Halloween à porta… durma nos 8 hotéis mais assustadores do mundo

Próximo artigo

Começa a sentir-se deprimido? Estes alimentos ajudam a combater a depressão