Home»VIDA»ALTERNATIVAS»Numerologia: março, o retorno

Numerologia: março, o retorno

Neste mês, somos convidados a refletir sobre o sentido da nossa vida, a colocar pensamentos em ordem e acima de tudo autoconhecermo-nos para que consigamos enfrentar as mudanças de 2021 com mais maturidade.

Pinterest Google+
PUB

Começamos o ano com muitos desafios, que nos pedem que olhemos para as mesmas questões, para os mesmos problemas com “novos olhos”, para que dessa forma possamos crescer e evoluir.

 

Em janeiro, tivemos como tema os afetos, a família, a comunidade e tudo o que dizia respeito à nossa estabilidade emocional. Fevereiro está a ser o tema do recolhimento que coincidiu com o confinamento.

 

Neste mês, somos convidados a refletir sobre o sentido da nossa vida, a colocar pensamentos em ordem e acima de tudo autoconhecermo-nos para que consigamos enfrentar as mudanças de 2021 com mais maturidade.

 

Março vai pedir-nos o retorno do que iniciamos em janeiro e teremos a possibilidade de perceber se as colheitas vão no sentido que pretendemos ou não, pois este mês teremos mais oportunidades de sermos mais conscientes da lei causa-efeito! Ou seja, podem acontecer situações nas nossas vidas que vamos conseguir identificar a causa do que nos está a acontecer e com isso faremos escolhas mais sábias.

 

Será um mês de ação, de determinação, de coragem, de pragmatismo, de poder pessoal e força interna, por isso, será favorável percebermos que a nossa falta de ação leva a termos os mesmos resultados de sempre ou a situações que vão contra o que pretendemos. Se agirmos com convicção e poder pessoal, será um mês de bênçãos, pois a nossa ação fará com que venha até nós oportunidades que nem imaginaríamos!

 

Ao nível da pandemia que estamos a viver, pode ser um mês favorável a fazermos um balanço e perceber o retorno das nossas ações, que ao serem positivas podemos voltar a “desconfinar”.

 

Em termos gerais, é bom perceber que tudo tem o seu retorno, por isso, sejamos mais conscientes nas nossas escolhas e ações, pois há sempre um momento de semear e outro de colher, e neste ciclo temos sempre oportunidade de escolher quem queremos ser e o que queremos alcançar!

 

Artigo anterior

Confinamento criativo: como ativar a criatividade

Próximo artigo

Razões médicas para parar de roer as unhas