Home»VIDA»ALTERNATIVAS»Numerologia: conheça o seu ano pessoal

Numerologia: conheça o seu ano pessoal

Um novo ano acaba de chegar e, com ele, novas vibrações para a sua vida. A numeróloga Clara de Almeida explica-nos como vai ser 2016, no geral, e, fazendo as suas contas, fique a saber como vai ser o seu ano pessoal.

Pinterest Google+

2016: um ano de clarificações

 

O ano de 2016 está aqui. Cada ano que entra é um novo despertar de oportunidades, abrindo possibilidades para um chorrilho de lugares comuns, que, contudo, não deixam de fazer sentido. Ano novo, vida nova!

 

Descodifiquemos um pouco os mistérios que 2016 encerra. Ele soma 9, energia de retorno do que de bom e menos bom foi semeado anteriormente, de apelo ao balanço.

 

Todavia, encontramos também outras energias que merecem reflexão. A vibração 2, que marca a identificação dos anos desde o início do milénio no ano 2000, faz apelo à colaboração e partilha, largamente confrontada com o drama das migrações dos refugiados de guerra que invadiram a Europa, provocando reações de toda a espécie, mas dificilmente deixando alguém indiferente.

 

Os outros dois algarismos dele separados por 0 é que marcam verdadeiramente a energia do ano, mostrando quais as questões sobre as quais iremos interrogar-nos nesta fase de retrospetiva e procura de clarificação.

 

As energias 1 e 6 são uma conjugação ambivalente, já que 1 representa individualismo e 6 a partilha, levando a questionar até onde deveremos levar a defesa da integralidade individual, quer como pessoas, quer ao nível dos países e regiões geográficas, como por exemplo a Catalunha tem feito recentemente.

 

Assim, esse tipo de oposição vai continuar a verificar-se ao longo de 2016, bem como outros confrontos nacionalistas. Somando estes dois números encontramos 7, que é uma energia de apelo à introspeção e à reflexão.

 

Desde o início do milénio que vivemos em ritmo de mudança, estando ainda o Mundo incapaz de atenuar a discrepância entre ricos e pobres, muito afastado da harmonização que o 2 pede.

 

No plano económico-financeiro não será um ano fácil, pois o processo de clarificação acentuar-se-á e teremos algumas surpresas de energias postas a nu, como já se anunciou em 2015 com o desmascarar das mistificações da VW.

 

No plano individual, as pessoas irão ser levadas a fazer balanços das suas vidas, colocando em causa valores e as crenças até aí defendidos, pois quando os acontecimentos os/as põem em causa surge a necessidade de colocar estas questões.

 

O aspeto mais positivo de 2016 reside no facto de haver uma oportunidade de regeneração, transmutando energias e redirecionando os fluxos de energias.

 

Estes são os aspetos gerais do ano de 2016, mas podemos aprofundar um pouco mais, fazendo uma análise daquilo a que chamamos o ano pessoal, que não é mais do que o reflexo que a energia do ano corrente produz em cada pessoa.

 

Veja como CALCULAR o seu ano pessoal na próxima página

Artigo anterior

Os ‘Destinos em alta’ de 2015 têm duas cidades portuguesas

Próximo artigo

Um novo ano, mãos à obra