Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Novo livro de receitas ajuda a cozinhar com os alimentos da estação

Novo livro de receitas ajuda a cozinhar com os alimentos da estação

As receitas estão organizadas em função das quatro estações do ano, quando frutos e legumes estão no pico das suas propriedades e trazem mais benefícios para a saúde.

Pinterest Google+
PUB

Na semana em que se celebra o Dia Mundial da Alimentação, o Pingo Doce lança um livro de receitas exclusivo para aproximar ainda mais os portugueses do padrão alimentar mediterrâneo, considerado um dos mais saudáveis do mundo e que promove o consumo de fruta e legumes de cada época do ano, respeitando a sua sazonalidade.

 

“Cada alimento no seu tempo” constitui um dos pilares da Juliana, Dieta Mediterrânica à Portuguesa, a homenagem do Pingo Doce a este saudável padrão alimentar. Mais do que uma dieta, é um modo de comer e de viver, típico da região do Mediterrâneo, em que se utilizam os produtos frescos, locais e da época.

 

VEJA TAMBÉM: DIETA MEDITERRÂNICA BENEFICIA SAÚDE MENTAL

 

Organização por estações

As receitas estão organizadas em função das quatro estações do ano, contendo frutas e legumes tradicionais da época, quando estão no pico das suas propriedades e quando trazem mais benefícios para a saúde.

 

Desenvolvidas em colaboração com a equipa de nutrição do Pingo Doce, as 150 receitas publicadas pretendem ensinar os consumidores a incorporá-los, de forma simples, no seu dia-a-dia.

 

livro de receitas do pingo doce

Com informação nutricional, as receitas disponibilizadas permitem uma escolha informada até para quem procura uma alimentação diferente: seja por necessidade ou por opção, estando classificadas segundo os alergénios glúten e leite, existindo também sugestões vegetarianas ou vegan.  O livro pode ser obtido gratuitamente através da coleção de 12 selos deste supermercado.

 

A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO) considera que o consumo de fruta e legumes da época e de produção local constitui um modelo alimentar justo, ecológico e eficiente e um dos caminhos para a sustentabilidade do planeta.

 

Para destacar a importância destes alimentos, a Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas designou o ano de 2021 como o “Ano Internacional das Frutas e Legumes”.

 

 

Artigo anterior

Clima, cancro, oceanos, cidades e solos: as cinco missões europeias para enfrentar os desafios do mundo

Próximo artigo

Ranking: os melhores destinos para acampar no outono em Portugal