Home»ATUALIDADE»NOTÍCIAS»Novo catálogo do ICNF identifica 27 roazes no Sado

Novo catálogo do ICNF identifica 27 roazes no Sado

O Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas acaba de publicar a mais recente atualização do Catálogo de Identificação dos Roazes do Sado. Quatro crias, três juvenis e vinte adultos integram esta comunidade.

Pinterest Google+
PUB

Bolha, Coral, Futuro e Neptuno são as crias de roazes identificadas no novo catálogo de identificação da população de golfinhos roazes, publicado pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), que contabiliza 27 indivíduos nesta comunidade.

 

Todos os membros da população de Roazes do Sado estão identificados individualmente pelas suas barbatanas dorsais, o que é conseguido através da foto-identificação. Atualmente fazem parte desta comunidade quatro crias, três juvenis e vinte adultos.

 

VEJA TAMBÉM: TRÓIA: UM DIA NA MAIS BELA PENÍNSULA DE PORTUGAL

 

«Trata-se de um método que se baseia na identificação individual dos golfinhos através da fotografia das marcas naturais dos indivíduos, sem necessidade de manuseamento físico dos animais. Esta técnica é utilizada para estudar a dinâmica demográfica desta população, e que permite conhecer, por exemplo o tamanho da população, quais as fêmeas que se reproduzem, qual a probabilidade de sobrevivência dos animais mais jovens ou quantos anos vive um adulto», explica o ICNF.

 

O novo catálogo pode ser acedido através deste link e será também distribuído em suporte físico às empresas acreditadas para a observação de cetáceos no estuário do Sado e área marinha adjacente.

 

Ao longo do catálogo ficamos a saber também que o roaz-corvineiro, em Portugal, habita nas águas do Sado, nas águas da Madeira e dos Açores. O tamanho médio de um adulto é de 4m e uma cria pode chegar ao 1,2m. Em termos de peso, um adulto pode oscilar entre os 150kg e os 650kg e as crias terão entre 10kg e 30kg. Têm uma esperança média de vida de 40 a 50 anos, sendo que as fêmeas vivem mais tempo do que os machos.

 

VEJA TAMBÉM: 

O QUE É QUE A COMPORTA TEM?

SESIMBRA, UM PARAÍSO PLANTADO ENTRE A SERRA E O MAR

 

Artigo anterior

Amor online: como valorizar o seu perfil

Próximo artigo

Pontos a não esquecer numa entrevista de emprego